PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Criptomoedas: bom ou ruim? A história dos R$ 0,007 que viraram R$ 140 mil

Você pensa em investir em moedas digitais, como o bitcoin? Veja os prós e os contra nesse tipo de investimento - Getty Images
Você pensa em investir em moedas digitais, como o bitcoin? Veja os prós e os contra nesse tipo de investimento Imagem: Getty Images

Letícia Braga de Andrade

01/07/2022 04h00

No final de 2010 eu era professora e coordenadora de um curso de graduação em ciências econômicas quando um aluno me procurou pedindo ajuda para escrever seu trabalho de conclusão de curso sobre criptomoedas.

As dificuldades dele eram as mesmas enfrentadas pelo objeto tema de sua pesquisa: escassa informação/bibliografia, muito preconceito com a novidade e grandes incertezas quanto a resultados. Como pesquisadora e incentivadora da inovação, me aliei àquele aluno e passamos a nos dedicar a desbravar o novo mundo.

Mês passado, em maio de 2022, comemoramos o dia da Pizza Bitcoin. Há 12 anos, em 2010, aconteceu a primeira transação comercial usando a moeda digital. Laszlo Hanyecz pagou 10 mil bitcoins (BTC), cerca de US$ 41, por duas pizzas grandes. Pensando bem, talvez tenha sido essa a motivação do meu então aluno!

A partir daí, os criptoativos foram ganhando espaço e se tornando a base da nova economia online. Nessa, os usuários tomam decisões, investem e interagem sem limites geográficos nem de intermediações.

Estatisticamente, 12 anos de observações já constituem uma base científica mais robusta. Aqui, apresento um retrato da evolução do valor do bitcoin, a primeira moeda digital, convertido em dólares e em reais (fonte: Historial da taxa de câmbio bitcoin e real do Brazil):

  • Em maio/2010, 1 BTC valia US$ 0,0041 e R$ 0,0074
  • Em maio/2015, 1 BTC valia US$ 243 e R$ 746
  • Em maio/2020, 1 BTC valia US$ 9.337 e R$ 54.954
  • Em maio/2021, 1 BTC valia US$ 50.759 e R$ 246.704
  • Em maio/2022, 1 BTC valia US$ 28.136 e R$ 152.140
  • Em junho/2022, 1 BTC valia US$ 25.644 e R$ 141.426

Analisando período a período, percebe-se que o valor do bitcoin cresceu vertiginosamente até 2021. Porém, em 2022 o valor começou a cair significativamente comparando ao ano anterior. Uma análise simplória terminaria aqui afirmando que a moeda está com tendência de queda.

Porém, no mundo dos investimentos existem alguns mantras, dentre os quais destaco três: "Rentabilidade passada não é garantia de rentabilidade futura", "Quanto maior o tempo de aplicação, maior o potencial de rentabilidade" e "Diversificação é sempre a melhor opção". Esses três mantras estão no retrato da evolução do valor do bitcoin.

Desde o lançamento do Bitcoin, a valorização foi de 20 milhões de vezes. Quem investiu em bitcoin em 2010 deve estar mega feliz hoje, pois seus R$ 0,007 viraram mais de R$ 140 mil!

Alguns podem estar pensando: mas perdeu mais de R$ 100 mil no último ano. No meu ponto de vista, eu queria ter tido essa perda porque significa que ainda teria R$ 41 mil! Mas não sou tola o suficiente para fechar os olhos para essa queda.

Fazendo um balanço entre prós e contras, as principais vantagens das criptomoedas são a segurança e a privacidade, dado que é praticamente impossível falsificá-las e que as informações são registradas em blockchain, não em alguma instituição financeira. Além disso, sendo a moeda da nova economia online, a tendência é de acentuado crescimento.

Entre os contras, esse tipo de moeda de fato não tem estabilidade no curto e médio prazo, porém, no longo prazo está entre os ativos com maior potencial de rentabilidade.

É aqui que entra o terceiro mantra: Diversificar é sempre a melhor opção. Investindo em diferentes produtos, você se protege, pois uma eventual perda num produto é compensada pelo ganho em outro. Uma forma de diversificar investimentos contando com o conhecimento de especialistas de mercado é investindo em carteiras recomendadas que combinam diferentes produtos.

Como investir em criptomoedas

O investidor pode aplicar em segmentos específicos do mercado cripto, como o de finanças descentralizadas (DeFi), plataformas de aplicações blockchain ou inclusive em empresas de capital aberto que atuam no mercado de cripto (fonte: www.hashdex.com).

É possível investir em cripto por meio das corretoras ou via produtos de investimento regulados, como os fundos de investimento em cripto e os Exchange Traded Funds (ETFs) de cripto, que são fundos negociados na B3, Bolsa de Valores brasileira.

Quanto ao meu aluno, ele se tornou um excelente profissional do mercado de capitais muito bem-sucedido em sua carreira. O aluno superou o mestre... e eu tenho muito orgulho de sua história.

Quer saber se investir em criptomoedas é para você? Entender quais são as principais tendências desse mercado? Fique de olho na coluna da próxima semana.

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.

PUBLICIDADE
Errata: o texto foi atualizado
Desde o lançamento do bitcoin, a valorização foi de 20 milhões de vezes, e não de 200 vezes, conforme a matéria dizia anteriormente. A informação foi corrigida.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Especialistas em finanças ajudam você a poupar e a escapar de erros comuns para quem quer construir um patrimônio. Tenha informações que auxiliam você a tomar decisões sobre investimentos e aproveite melhor as oportunidades disponíveis no mercado