PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Como domar a inflação e proteger seu dinheiro com 3 mudanças simples

Como buscar maneiras para se proteger da inflação? Veja o que fazer no seu dia a dia - Getty Images
Como buscar maneiras para se proteger da inflação? Veja o que fazer no seu dia a dia Imagem: Getty Images

Gabriel Riva

13/07/2022 04h00

Uma das poucas certezas que tenho na vida é de que a inflação se tornou um "personagem" quase que frequente em nosso país.

Imagine que você foi ao mercado fazer compras e gastou R$ 100 para comprar carne, frutas, arroz e produtos de limpeza. Um mês depois você voltou e gastou R$ 150 para comprar as mesmas coisas. Isso significa que os mesmos itens subiram de preço. Algumas coisas mais, outras menos. Isso é a inflação, uma alta de preços que afeta praticamente todas as categorias de produtos e serviços.

Segundo dados atuais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o IPCA (índice oficial de inflação da nossa economia) dos últimos 12 meses foi de 11,89%. Indo um pouco mais além, de junho de 2020 até hoje, seu dinheiro perdeu cerca de 21,54% de poder de compra. Ou seja, o que você comprava com R$ 100 em 2020, agora precisa de R$ 121,54 para comprar. É desse jeito que a cada dia os produtos e serviços ficam mais caros.

Como surge a inflação?

Para entender como a inflação é gerada, destaco dois pontos relevantes:

Em primeiro lugar, precisamos entender a "lei da oferta e da demanda". Se a procura por um produto cresce, o preço sobe. No contrário, acontece o mesmo. Se a procura por um produto diminui, seu preço também cai.

O segundo ponto é o aumento rápido nos custos de produção. Isso acontece quando um setor da economia tem altos preços de custo, de salários, impostos ou quando acontece acúmulo de dívidas. Todos esses custos são repassados para os consumidores finais. Neste caso, os preços sobem e, por consequência, a inflação também.

Diante do impacto direto no seu bolso e padrão de vida, é essencial buscar maneiras para se proteger da inflação. Para isso gosto de usar a clássica expressão popular: "se a vida te der um limão, faça uma limonada".

Abaixo, listo três dicas para que você consiga lidar melhor com esse "limão" chamado inflação

1) Simplesmente invista

Deixar o dinheiro parado na conta corrente ou na poupança vai reduzir ainda mais o poder de compra de seu dinheiro. Investir é fundamental para se proteger da inflação, pois o dinheiro começa a trabalhar para você.

Organize suas finanças, separando um valor para investir e faça seu primeiro aporte considerando alguns fatores importantes. Como ter em sua carteira ativos que estejam expostos a algum índice inflacionário. É o caso do IPCA e do IGP-M.

Esses investimentos são, em sua maioria, de renda fixa, mas permitem que o capital aplicado replique o desempenho do seu indexador. Assim, em períodos de inflação elevada, o dinheiro vai replicar esse comportamento e garantir que o seu poder de compra seja protegido.

2) Atenção aos investimentos atrelados a juros

Imagine que, por exemplo, seu investimento tenha rendido 9,5% em 2022. Considere ainda que, neste mesmo período, a inflação seja de 12%. Perceba que, neste cenário, o seu ganho não foi suficiente para preservar o poder de compra.

Não significa que os ativos atrelados aos juros sejam ruins. Eles são válidos para outras estratégias, como a manutenção de liquidez. No entanto, para o objetivo de proteção diante da inflação crescente, esses investimentos podem não ser suficientes. Portanto, diversificar o seu patrimônio em diferentes produtos de investimento é, e sempre será, o melhor caminho.

3) Reveja os gastos pessoais

Em um período de inflação alta, as nossas contas mensais acabam fatalmente pressionadas. É normal que a cada mês sobre menos dinheiro, se você não mudar seus hábitos. Afinal, os preços estão aumentando.

Dessa forma, além de investir em ativos ligados à inflação, é recomendado também revisar o seu padrão de consumo. Aqui, não falo somente de cortes de itens, mas sim da substituição.

Se você tem o hábito de comprar itens importados, por exemplo, talvez valha a pena checar as opções nacionais. Isso vale para qualquer tipo de produto ou serviço. A pesquisa de preço é essencial para não estourar o orçamento pessoal durante um período de inflação elevada.

Em nosso dia a dia teremos muitos "limões" como a inflação, porém, tenho como premissa de vida não somente reclamar da situação adversa, mas buscar sempre uma melhor forma de passar por ela.

As opiniões emitidas neste texto são de responsabilidade exclusiva da equipe de Research do PagBank e elaboradas por analistas certificados. O PagBank PagSeguro e a Redação do UOL não têm nenhuma responsabilidade por tais opiniões. A única intenção é fornecer informações sobre o mercado e produtos financeiros, baseadas em dados de conhecimento público, conforme fontes devidamente indicadas, de modo que não representam nenhum compromisso e/ou recomendação de negócios por parte do UOL. As informações fornecidas por terceiros e/ou profissionais convidados não expressam a opinião do UOL, nem de quaisquer empresas de seu grupo, não se responsabilizando o UOL pela sua veracidade ou exatidão. Os produtos de investimentos mencionados neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão preencher o questionário de suitability para a identificação do seu perfil de investidor e da compatibilidade do produto de investimento escolhido. As informações aqui veiculadas não devem ser consideradas como a única fonte para o processo decisório do investidor, sendo recomendável que este busque orientação independente e leia atentamente os materiais técnicos relativos a cada produto. As projeções e preços apresentados estão sujeitos a variações e podem impactar os portfolios de investimento, causando perdas aos investidores. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de resultados futuros. Este conteúdo não deve ser reproduzido no todo ou em parte, redistribuído ou transmitido para qualquer outra pessoa sem o consentimento prévio do UOL.

Especialistas em finanças ajudam você a poupar e a escapar de erros comuns para quem quer construir um patrimônio. Tenha informações que auxiliam você a tomar decisões sobre investimentos e aproveite melhor as oportunidades disponíveis no mercado