Só para assinantesAssine UOL

Voa Brasil: programa de passagens aéreas mais baratas pode iniciar em fevereiro, diz jornal

O programa Voa Brasil, que pretende oferecer passagens aéreas mais baratas, pode começar em fevereiro deste ano. A informação foi divulgada pelo colunista do jornal O Globo, Lauro Jardim.

Segundo informado pelo colunista, nos próximos dias, o ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, deve se reunir com o presidente Lula para mostrar o programa Voa Brasil.

Na primeira etapa do Voa Brasil, o governo pretende disponibilizar passagens aéreas a R$ 200 para pensionistas e aposentados federais que não realizaram viagens nos últimos 12 meses e alunos do Programa Universidade para Todos (ProUni).

O Globo também revelou que o ministro negociou aproximadamente seis milhões de passagens com as empresas aéreas Azul (AZUL4), Gol (GOLL4) e Latam para este ano. Atualmente, essas companhias abrangem mais de 90% dos voos domésticos.

Outro detalhe é que o valor será fixo para qualquer cidade do país. Apesar disso, inicialmente, não serão adicionados todos os destinos possíveis.

Alerta de golpe em nome do Voa Brasil

No ano passado, o governo federal havia comunicado que o programa Voa Brasil estava em fase de estudos. Em meio à expectativa de lançamento da iniciativa, o próprio governo chegou a divulgar um alerta de golpes.

Em outubro, um alerta do Ministério de Portos e Aeroportos destacou que o governo federal e o MPor não estariam realizando cadastro e nem solicitando quantias para inclusão no programa.

Diante disso, a pasta ressaltou que, caso alguém receba correspondência, ligação, mensagem de texto via celular ou redes sociais solicitando depósito em dinheiro para ser adicionado no Voa Brasil, a sugestão é de denunciar a prática por meio de canais de atendimento ao usuário.

Continua após a publicidade

Em meio ao risco de golpe em nome do Voa Brasil, o ministério lembra que os cidadãos não devem fornecer dados pessoais, como nome, CPF, data de nascimento, entre outros, para desconhecidos ou inserir em sites de origem desconhecida. 

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora