Só para assinantesAssine UOL

Travelex: maior empresa mundial de câmbio está de saída do Brasil, diz jornal  

Após 14 anos de atuação no Brasil, a inglesa Travelex, maior empresa do mercado de varejo de câmbio e moedas do mundo, decidiu sair do país, segundo informações do jornalista Lauro Jardim, de O Globo. 

Para realizar a venda das operações, a empresa teria contratado o BTG Pactual.

De acordo com o jornal, os  principais candidatos para comprar o negócio da Travelex são os bancos Safra e Rendimento.

O que faz a Travelex?

No Brasil, o Travelex Group inclui o Travelex Bank e a corretora Travelex Confidence. O banco foi a primeira instituição regulamentada pelo Banco Central para operar exclusivamente em câmbio, em 2010, quando era chamado Banco Confidence.

A Travelex está presente em mais de 20 países, oferecendo serviços para operações transfronteiriças, como transferências e pagamentos internacionais, compra e venda de moedas estrangeiras, troca de cheques internacionais, venda de cartões pré-pagos, seguro-viagem, chip internacional para celular, entre outros.

Fluxo cambial total até 22 de dezembro é positivo em US$ 16,3 bi

Banco Central divulgou que Brasil registrou fluxo cambial positivo de US$ 16,318 bilhões em 2023 até 22 de dezembro.

No acumulado do ano até a data, o canal financeiro apresentou saídas líquidas de US$ 32,428 bilhões. Isso é o resultado de aportes no valor de US$ 590,774 bilhões e retiradas no total de US$ 623,202 bilhões. O segmento reúne os investimentos estrangeiros diretos e em carteira, remessas de lucro e pagamento de juros, entre outras operações.

Continua após a publicidade

No comércio exterior, o saldo em 2023 está positivo em US$ 48,746 bilhões, com importações de US$ 228,749 bilhões e exportações de US$ 277,495 bilhões. Nas exportações, estão incluídos US$ 31,142 bilhões em Adiantamento de Contrato de Câmbio (ACC), US$ 64,192 bilhões em Pagamento Antecipado (PA) e US$ 182,160 bilhões em outras entradas.

Este material foi elaborado exclusivamente pelo Suno Notícias (sem nenhuma participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo nenhum tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco. Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora