PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Como ganhar dinheiro com dólar? Analista da Empiricus mostra o que ela faz

Conteúdo exclusivo para assinantes

Raphael Coraccini

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/09/2021 04h00

Diante da desvalorização do real e do avanço da inflação, proteger o capital em dólar pode ser uma boa saída, diz Laís Costa, analista de investimentos da Empiricus. Mas a especialista, que participou do Guia do Investidor UOL, diz que, independentemente da situação do câmbio hoje, é sempre aconselhável usar a moeda norte-americana para proteger o patrimônio.

Desde 2018, quando Laís começou a investir, o dólar saltou de R$ 3,17 para a casa dos R$ 5,30 —cotação da última quinta-feira —, uma valorização de mais de 166% em três anos e sete meses, o que garantiu a ela ganhos importantes. Isso sem contar a valorização das próprias empresas no exterior. Veja abaixo como Laís usa o dólar para melhorar a rentabilidade dos seus investimentos.

Por que investir em dólar?

A analista da Empiricus tem praticamente 90% do seu patrimônio em dólar e aconselha o investidor a usar a moeda norte-americana para diversificar os seus investimentos e fugir das frequentes oscilações da economia brasileira.

"Eu sempre aconselho pensar no dólar. É um tabu ainda para o brasileiro porque ele tem todas as suas despesas e receitas em real e acaba se distraindo da necessidade de ter uma diversificação também em moedas", afirma.

Ela ressalta que o dólar permite que o brasileiro fuja do crescimento da inflação.

"Eu acho muito importante (o investimento em dólar) pelo histórico inflacionário brasileiro, que leva à depreciação da moeda no longo prazo", diz. Já o impacto da inflação norte-americana sobre a moeda local tende a ser menor.

Hoje, mesmo entre os investimentos que Laís mantém no Brasil, ela separa uma parte para diversificar em investimentos globais. Cerca de 20% do que ela tem no país é investido em ativos internacionais.

Títulos brasileiros em dólar melhoram rentabilidade

Na primeira metade da década passada, a analista da Empiricus foi estudar nos Estados Unidos e comprou US$ 1.000 com um câmbio a R$ 2,03. "Eu nunca gastei esse dinheiro e deixei na conta".

Em 2018, com esse mesmo capital, ela investiu em seus primeiros bonds — títulos de dívidas de empresas brasileiras no exterior. No Brasil, títulos semelhantes são os do Tesouro Direto (dívida do governo) e as debêntures (dívida de empresas privadas). É como se Laís tivesse comprado debêntures, mas nos Estados Unidos.

Entretanto, contar apenas com a valorização do dólar não garante bons resultados. É preciso investir em bons papéis para também ganhar com a valorização das empresas. No caso de Laís, ela investiu em títulos de dívidas de empresas como Vale e Banco do Brasil e conseguiu rentabilidade média de 11% ao ano com essas empresas.

O investidor brasileiro também pode investir nesses títulos estrangeiros, se tiver uma conta em corretora internacional.

ADRs também são alternativa

O sucesso também aconteceu na compra de certificados de ações brasileiras nos Estados Unidos (ADRs). Laís recebia seu salário em dólar e investia em papéis brasileiros com a moeda norte-americana, o que fez toda diferença na sua rentabilidade.

O câmbio fez com que Laís alcançasse uma rentabilidade de 60% sobre o valor investido em ADRs em apenas 10 meses. Na média, ela alcançou rentabilidade de 8% com suas ações nesse período, com destaque para a Vale, que rendeu 25%, mas o grande ganho foi no câmbio.

O investidor brasileiro só tem acesso às ADRs se tiver conta em corretoras estrangeiras e o investimento é em dólar.

Uma alternativa para se expor ao dólar, sem sair do Brasil, é investir em ETFs de mercados globais que já existem na Bolsa brasileira ou mesmo em BDRs, que são certificados de ações estrangeiras, que têm capital aberto nos Estados Unidos.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE

O Guia do Investidor UOL é uma série de eventos quinzenais e gratuitos que apresenta todos os passos para quem quer aprender a investir e entender melhor sobre o mercado financeiro. Veja as histórias inspiradoras e dicas de especialistas para multiplicar o seu dinheiro