PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Combustíveis em alta: veja opções para lucrar na Bolsa além da Petrobras

Conteúdo exclusivo para assinantes

Paula Pacheco

Colaboração para o UOL, em São Paulo

28/11/2021 04h00

Com a alta do preço do barril de petróleo e o impacto no preço dos combustíveis, o Executivo e parte do Legislativo têm pressionado a Petrobras para que haja algum tipo de intervenção na companhia. Os reflexos têm sido vistos nas ações da empresa negociadas na Bolsa de Valores.

Em um mês (entre 4/10 e 4/11), o valor da ação da Petrobras (PETR4) caiu 9,22%. De janeiro até agora (4/11), os papéis praticamente se mantiveram estáveis, com queda de 1,51%.

Quem quer fugir da oscilação em torno da Petrobras tem outros ativos do setor de petróleo e gás como alternativa, como ações, fundos de ações e os Brazilian Depositary Receipts (BDRs), como são chamados os certificados que representam ações emitidas por empresas em outros países e são negociados na B3.

Histórico de ativos de petróleo e gás

Ativo/Variação (de 18/3/2021 a 3/11/2021):

  • Petrobras (PETR4): +26%
  • PetroRio (PRIO3): +35%
  • 3R Petroleum (RRRP3): -19,5%
  • Fundo Vitreo Petróleo: +26,61%
  • BDR EXXO34: +13,47%
  • Ibovespa (IBOV): -8,03%

Investir ou não investir na Petrobras?

"O mercado de óleo e gás está 'bombando' no mundo. Como estamos passando por turbulência política, isso reflete nos prêmios de risco, especialmente na Petrobras", disse Matheus Spiess, analista da Empiricus.

Spiess acredita que o período pós-pandemia trará uma demanda ainda maior por petróleo, o que deve manter os preços elevados. Apesar da Petrobras ter passado por um período de saneamento das finanças e apresentar bons resultados (lucro líquido de R$ 31,1 bilhões no terceiro trimestre), ainda existe o risco político.

"As turbulências são esperadas por causa das eleições do ano que vem, mas ainda assim vale a pena manter os papéis mesmo em período de risco, porque eles deveriam estar valendo mais", afirmou.

Estrategista da RB Investimentos, Gustavo Cruz não recomenda investimento em Petrobras para quem quer comprar os papéis agora. Quem já tem as ações deve esperar pelo menos até o começo de 2022 para, então, decidir se vale a pena vender.

"Existe um contexto favorável para a empresa, mas a interferência na companhia atrapalha. Apesar da situação atual ser boa, a expectativa não é. Tudo que está sendo colocado na mesa para o jogo eleitoral de 2022 envolve política de preço. Acredito que há opções melhores que vão continuar crescendo", afirmou Cruz.

Assim como Cruz, Bruce Barbosa, sócio-fundador da Nord Research, desaconselha os investimentos em Petrobras. Para ele, a afirmação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 28 de outubro de que a Petrobras tem um "viés social" e, por essa razão, não deve dar lucro muito alto, "como tem dado", reforça a interferência na companhia.

"Para o investidor, o objetivo é que a empresa cresça, tenha cada vez mais lucro e distribuía dividendos cada vez maiores. Mas no caso das estatais nem sempre é assim. O próprio presidente disse que a Petrobras não pode ter muito lucro", disse Barbosa.

Opções para além de PETR4

Além da Petrobras, o analista da Empiricus aponta outras oportunidades no setor de petróleo e gás tanto no mercado interno quanto no exterior. Entre elas, as ações da 3R Petroleum (RRRP3), que se dedica à atividade em campos de petróleo maduros, e ETFs setoriais, além de BDRs de petroleiras, como o da BP.

Para o estrategista da RB Investimentos, quem vai começar a investir agora no setor de óleo e gás — e tem um perfil mais moderado — pode começar com fundos de investimento. Já para aqueles com um perfil mais agressivo e que contam com alguma bagagem nas operações da Bolsa, ele recomenda o mesmo que Spiess: optar por ETFs, fundos que replicam o desempenho de um índice de referência.

PetroRio (PRIO3) como alternativa

Barbosa, da Nord Research, aponta as ações da PetroRio (PRIO3), empresa independente de óleo e gás, como um dos destaques no mercado local.

"Ela tem cerca de um centésimo do tamanho da Petrobras, produz 1% do seu volume, só que tem um crescimento vertiginoso. Sem dependência do governo e com um potencial muito grande, o que vemos é uma companhia crescendo por meio da compra de campos de petróleo maduros", explicou.

Na sexta-feira (5), a PetroRio informou que os consórcios dos quais participa foram escolhidos para começar as negociações exclusivas dos termos finais para a compra dos campos de Albacora e Albacora Leste, pertencentes à Petrobras. Existe a possibilidade de haver uma oferta final sobre os ativos, na bacia de Campos.

A informação agradou o mercado e fez com que as ações encerrassem o dia com alta de 17,87%. Ao ganhar os dois campos, segundo Barbosa, a empresa triplica a produção.

Renda fixa atrelada ao IPCA

Quem tem um perfil muito conservador, mas ainda assim quer aproveitar o momento de alta do preço do petróleo, tem outra opção, segundo o estrategista da RB Investimentos. O investidor pode ter na sua carteira algum investimento em renda fixa atrelado ao IPCA.

"Se o petróleo dispara, todo mundo sente a alta, repassada para os preços, ou seja, com impacto na inflação. Por isso a renda fixa pode ser uma alternativa mais segura", disse Cruz.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.

PUBLICIDADE