PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

JBS sobe com alta do dólar e suspensão de processo no STF; vale comprar?

Pedro Ladeira - 21.mar.2017/Folhapress
Imagem: Pedro Ladeira - 21.mar.2017/Folhapress
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

14/04/2022 15h10

As ações da JBS (JBSS3) têm subido desde o início do desta quinta-feira (14). Às 14h (horário de Brasília) apresentavam valorização de 2,40%, cotadas a R$ 38,35. Desde o início do ano, a empresa alimentícia —dona de marcas como Seara, Swift, Friboi e Rezende— tem alta acumulada de 5,5%.

Entenda os principais motivos que levam à alta de JBSS3 e o que fazer em relação a isso, segundo os especialistas ouvidos pelo UOL.

Dois fatores fazem as ações da JBS subirem. O primeiro é a alta do dólar. Hoje a moeda americana está sendo negociada a R$ 4,72, com elevação de 0,74%.

Como é uma empresa que exporta muito, tem receita em dólar. Cada vez que a moeda sobe, ela é beneficiada.
Marcio Loréga, analista do PagBank

A outra razão é a suspensão no Superior Tribunal de Justiça (STJ), a pedido da JBS, da arbitragem movida por sócios minoritários contra os controladores da empresa. O processo, aberto em 2017, pedia que os minoritários fossem ressarcidos em R$ 12 bilhões pela companhia, por conta de desvio de caixa para pagamento de propina.

Por ser uma empresa de produtos básicos (commodities) — que estão com demanda em alta no mundo todo —, os analistas recomendam a compra da ação.

O Bank of America Merrill Lynch estima um preço-alvo de R$67. O BTG Pactual, que também recomenda compra, aposta em R$ 55.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.