PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Mesmo com prejuízo de R$ 7 milhões, Locaweb sobe na Bolsa; entenda por quê

Reprodução/Redes Sociais/Locaweb
Imagem: Reprodução/Redes Sociais/Locaweb
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

18/04/2022 13h52

No final de março, a Locaweb (LWSA3) divulgou o balanço do quarto trimestre de 2021 —e o resultado foi bastante negativo: houve um prejuízo de R$ 7,2 milhões no período. A empresa de domínios de internet sentiu o impacto negativo em suas ações nas semanas seguintes, com queda na Bolsa de Valores.

Mas no pregão desta segunda-feira (18), o papel tem apresentado valorização. Por volta das 12h30 (horário de Brasília), subia 2,86%, cotado a R$ 8,28.

Entenda o que tem levado a esse movimento de alta da Locaweb mesmo com o balanço negativo, e se vale investir em ações da empresa, de acordo com especialistas do mercado consultados pelo UOL.

A empresa que viabiliza a presença digital dos clientes da Locaweb cresceu 75,3% na comparação entre 2021 e 2020, "o que foi impressionante", segundo análise do Banco Safra.

Porém, após comprar outras 13 empresas entre setembro de 2020 e outubro de 2021 a um custo de R$ 1,2 bilhão, os gastos da Locaweb subiram muito.

Por isso, o Safra diz que acredita que a Locaweb tenha um potencial atrativo de longo prazo. "No curto prazo, as incertezas quanto ao potencial de recuperação de margens devem pesar sobre o desempenho de suas ações", declarou o banco em relatório.

Nos últimos 12 meses, as ações da empresa já caíram 69%. Desde o início de 2022, a baixa é de 35%. E no último mês, a queda acumulada é de 15%.

"Tecnicamente, as ações chegaram aí, numa região de fundo. Chegaram a desvalorizar 8%, 16% nas últimas semanas", afirma Marcio Loréga, analista-chefe do PagBank.

Ou seja: os papéis estão perto de sua maior baixa historicamente. Quando a ação está muito barata, ela pode representar oportunidade de compra, já que a tendência pode ser de recuperação.

"Estamos com recomendação de manter [não vender e nem comprar ações da companhia] e vamos revisar o preço-alvo", diz Loréga. O Safra tem recomendação de compra com preço-alvo de R$ 21.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.