PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Netflix despenca nos EUA; é hora de vender as ações e os BDRs?

Filip Radwanski/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Imagem: Filip Radwanski/SOPA Images/LightRocket via Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/04/2022 12h47

A Netflix (NFLX34) já acumula uma perda de US$ 58 bilhões em valor de mercado nesta quarta-feira (20), após anunciar ontem um recuo no seu número de assinantes, pela primeira vez em dez anos. Com queda recorde de 200 mil usuários no número de assinantes no primeiro trimestre, as ações da empresa de streaming despencavam.

É hora de vendê-las e resgatar o dinheiro? Os papéis podem cair ainda mais? Veja a opinião de especialistas de mercado consultados pelo UOL.

A Netflix frustrou os investidores após afirmar que esperava por 2,5 milhões de novos assinantes entre janeiro e março deste ano.

No começo da manhã, os papéis da empresa caíram quase 40% e puxaram para baixo outras empresas de assinatura. A Walt Disney (DISB34), dona do Disney Plus (concorrente direto da Netflix) apresentou desvalorização de 5%, enquanto o streaming de música Spotify caía (S1PO34) mais de 9%.

O que fazer com as ações da Netflix ou BDRs?

Investidores brasileiros que compraram ações da Netflix (NFLX34) por meio de corretoras de investimento ou BDRs (Brazilian Depositary Receipt, que são como recibos de ações) não devem vender agora, de acordo com os analistas.

Vender bem no olho do furacão, assim, com o papel caindo quase 40%, não costuma ser bom negócio.
João Vitor Freitas, analista da Toro Investimentos

"Para quem tiver o papel [ação da Netflix], é interessante segurar um pouco e esperar a poeira baixar antes de vender, para não entrar no efeito manada", o analista da Toro Investimentos, João Vitor Freitas.

Breno Bonani, analista-chefe da VGR Asset, concorda. "A Netflix ainda tem bons lançamentos a fazer nesse semestre e isso pode ajudar a recuperar um pouco da perda de hoje", declara.

Porém, para os investidores que não têm ações ou BDRs da empresa de streaming, a recomendação é não comprar agora.

Mas para quem não investiu [em Netflix], não é uma boa comprar agora.
Breno Bonani, analista-chefe da VGR Asset

Cesar Crivelli, sócio e analista da Nord Research, também não recomenda a venda do papel. Para ele, o crescimento da empresa na região da Ásia e Pacífico, pode ajudar as ações a se recuperarem.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.