PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Aposentadoria: quanto guardar em cada idade? Regra simples ajuda a calcular

Getty Images
Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/04/2022 04h00

Quer investir para ter uma renda extra na aposentadoria? Mas quanto você deve guardar em cada etapa da vida? No Papo com Especialista, programa ao vivo do UOL, o economista César Esperandio mostra que, para saber qual o montante que você deve ter acumulado de acordo com a sua idade, existe uma "regrinha de bolso" que pode te ajudar.

Leia abaixo a análise do economista e assista ao programa completo, que é um tira-dúvidas sobre investimentos exclusivo para assinantes e transmitido quinzenalmente, às quintas-feiras, das 15h às 16h.

Regrinha 1-3-6-9

"A regrinha 1-3-6-9 é uma facilitadora. Não é uma verdade absoluta. Existem adaptações, pois não há produtos de investimentos que servem para todos. Sempre há ressalvas. Mas essa regrinha de bolso é bastante ampla", afirma Esperandio, que é também do canal Econoweek.

Ele afirma que essa regra 1-3-6-9 foi desenvolvida pelo banco Itaú e que os números 1-3-6-9 equivalem ao número de anos da sua renda equivalente.

Funciona assim:

  • 1: equivale a um ano da sua renda guardada aos seus 35 anos
  • 3: equivale a três anos de sua renda guardada aos seus 45 anos
  • 6: equivale a seis anos de sua renda guardada aos seus 55 anos
  • 9: equivale a nove anos de sua renda guardada aos seus 65 anos

Por exemplo: Vamos supor que sua renda mensal seja de R$ 2.000. Você deve multiplicar esse valor por 12 meses (equivalente a um ano de renda). Portanto, em um ano sua renda acumulada deve ser de R$ 24 mil.

Aplicando isso na regra de bolso:

  • 1: ter R$ 24 mil guardados aos 35 anos
  • 3: ter R$ 72 mil guardados aos 45 anos
  • 6: ter R$ 144 mil guardados aos 55 anos
  • 9: ter R$ 216 mil guardados aos 65 anos

"Esse é o valor de cada faixa etária da vida que você deve acumular, já mirando na aposentadoria, para poder ter essa renda mensal extra ao se aposentar", declara.

Em que condições essa regra funciona?

Segundo o economista, essa regra de bolso leva em consideração que você, ao se aposentar, passa a viver com 80% da sua renda atual, sendo que 50 pontos porcentuais disso virão da aposentadoria do INSS e 30 pontos porcentuais virão dos seus investimentos na regra 1-3-6-9.

Outro ponto a considerar é que, ao se aposentar, você começa a se "despoupar".

Você construiu um patrimônio de investimentos e, a partir da aposentadoria, vai começar a 'comer' um pouquinho daquilo ali. E esse montante deve acabar por volta dos seus 85, 90 anos de idade, considerando que você se aposentou aos 65 anos.

Esperandio ressalta também um ponto importante: "Essa grana não deve ficar guardada embaixo do colchão. Ou seja, sem render nada. A regra 1-3-6-9- leva em conta que você vai investir em alguma aplicação que renda pelo menos inflação mais 3% ao ano", afirma.

Onde encontrar esses investimentos

Na plataforma do Tesouro Direto estão disponíveis títulos do Tesouro IPCA rendendo a inflação mais um bônus acima de 5%.

Há alguns títulos do Tesouro IPCA com pagamento de juros semestrais. Esperandio diz que, para quem está mirando a aposentadoria, para receber esses rendimentos lá na frente, essa modalidade não é a mais recomendada para este propósito.

"Isso porque, ao receber essa grana a cada seis meses, você paga Imposto de Renda mais alto, e os juros deixam de incidir no total do seu investimento", afirma.

Na renda fixa privada, ele recomenda investimentos com indexadores atrelados ao IPCA, como CDBs (Certificados com Depósito Bancário) e debêntures —estas, no entanto, têm uma desvantagem: não contam com proteção do FGC (Fundo Garantidor de Créditos). Uma boa plataforma para fazer a busca por estes investimentos é a App Renda Fixa.

Vale ressaltar que as condições de investimentos citadas aqui são referentes ao dia 7 de abril. As taxas podem variar de um dia para o outro.

Papo com Especialista é quinzenal

O programa Papo com Especialista é transmitido às quintas-feiras, quinzenalmente, das 15h às 16h, na página inicial do UOL, no UOL Economia e no UOL Investimentos, e é exclusivo para assinantes. Reveja programas anteriores aqui.

Você pode enviar perguntas ao Papo pelo e-mail uoleconomiafinancas@uol.com.br —elas podem ser respondidas no programa.

Quer investir melhor? Receba dicas em seu email

Você quer aprender a ganhar dinheiro com segurança em investimentos no curto, médio e longo prazo, mesmo que nunca tenha investido?

A página de investimentos do UOL tem uma newsletter gratuita que o ajuda nesse objetivo. Ao assinar, você recebe todos os dias, antes da abertura da Bolsa, uma análise do mercado feita pelo analista Felipe Bevilacqua, da casa Levante Ideias de Investimentos. Com essa newsletter, você vai aprender a investir e entender o que está acontecendo com o mercado.

Além da newsletter diária, você também recebe, semanalmente, uma análise sobre investimentos, com dicas sobre como aplicar melhor e com segurança seu dinheiro. Para assinar a newsletter gratuita de investimentos do UOL, é só clicar aqui.

Tem dúvidas sobre ações, fundos e outros investimentos da Bolsa? Envia sua pergunta para duvidasparceiro@uol.com.br.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.