PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Abilio Diniz de olho no Pão de Açúcar? Veja impacto nas ações

A empresa de investimentos de Abilio Diniz, a Península, não quis comentar o assunto - Divulgação
A empresa de investimentos de Abilio Diniz, a Península, não quis comentar o assunto Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/05/2022 12h58

As ações da rede varejista Pão de Açúcar operavam em alta de 5,26%, a R$ 21,40, por volta das 12h10 desta segunda-feira (2), após circularem na imprensa informações de que o empresário Abilio Diniz, terceiro maior acionista mundial do Carrefour, estaria de olho no concorrente, o Pão de Açúcar (PCAR3).

Procurados pelo UOL, o GPA e a Península, empresa de investimentos de Diniz, não quiseram comentar o assunto. Veja abaixo o que dizem especialistas e qual a recomendação sobre as ações.

"Essas especulações são muito comuns", diz o analista Guilherme Rebouças, sócio da OBB Capital.

"Papéis sobem e caem exageradamente todos os dias, de forma irracional, em cima de boatos. Mas, no longo prazo, eles sobem e caem racionalmente, em cima dos fundamentos", acrescenta.

Vale a pena comprar ações da empresa?

Só por causa do boato, não. A compra é recomendada apenas com base nos fundamentos, no desempenho da empresa. Os resultados da companhia no primeiro trimestre serão divulgados no dia 4.

Para o banco BTG Pactual, vale a pena comprar, uma vez que, nas projeções do banco, a ação pode chegar a R$ 47.

"Vemos uma perspectiva mais otimista para o setor, com a melhora gradual no primeiro trimestre sendo um sinal animador, enquanto a desaceleração da inflação no segundo semestre de 2022 deve ajudar nos próximos resultados", publicou o BTG, em relatório.

A Mirae Asset também recomenda compra, com preço-alvo de R$ 33,02.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.