PUBLICIDADE
IPCA
0,47 Mai.2022
Topo

Ações da Eletrobras valorizam 4% antes da análise do TCU sobre privatização

Eletrobras teve lucro líquido de R$ 2,7 bilhões no primeiro trimestre de 2022 - Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Eletrobras teve lucro líquido de R$ 2,7 bilhões no primeiro trimestre de 2022 Imagem: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Conteúdo exclusivo para assinantes

Lílian Cunha

Colaboração para o UOL, de São Paulo

17/05/2022 15h17Atualizada em 17/05/2022 15h17

As ações da Eletrobrás estão em alta nesta terça-feira (17), um dia após a divulgação do balanço da empresa no primeiro trimestre de 2022, e às vésperas do julgamento sobre a privatização.

As ordinárias ELET3 são as mais negociadas. Às 14h30, elas subiam 4,70% para R$ 43,89. As preferenciais classe B (ELET6) estavam em alta de 4,13%, no mesmo horário, para R$ 42,90. Só as preferenciais classe A (ELET5) caíam 0,77% para R$ 64,50.

Ontem, a Eletrobras divulgou lucro líquido de R$ 2,7 bilhões no período, um resultado 69% maior que o do primeiro trimestre de 2021.

Nesta quarta-feira (18), o TCU (Tribunal de Contas da União) retoma a análise da segunda e última etapa do processo de privatização da empresa. O governo corre contra o tempo para tentar fazer a operação entre julho e agosto. A tendência é de aprovação do processo, porém, está no radar a possibilidade de alguma proposta de mudança ser incluída pelos ministros, o que pode atrasar a operação.

Confira abaixo a análise de especialistas sobre o investimento nestas ações, em espaço reservado ao assinante:

E vale a pena investir?

Analistas seguem recomendando a compra das ações da Eletrobras.

Para o BTG, o investimento é uma boa opção porque a empresa reajusta as tarifas de acordo com a inflação. O preço alvo é de R$ 68 (ELET3).

A Mirae também recomenda compra, para ELET3 e ELET6.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.