PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Investi no Tesouro Direto e agora o mercado está suspenso; o que é isso?

Entenda por que o Tesouro Direto suspende as negociações de seus títulos - Arte/UOL
Entenda por que o Tesouro Direto suspende as negociações de seus títulos Imagem: Arte/UOL
só para assinantes

Paula Pacheco

Colaboração para o UOL, de São Paulo

02/06/2022 04h00

Quem investe nos títulos públicos do governo, o Tesouro Direto, às vezes é surpreendido com a informação de que o mercado está suspenso.

Programa 100% online do Tesouro Nacional desenvolvido em parceria com a B3 para venda de títulos públicos federais para pessoas físicas, o Tesouro Direto permite compras de títulos pelo site a partir de R$ 30. Mas pode acontecer de a plataforma suspender os negócios. O que está acontecendo? Como fazer para entrar?

Por que o mercado é suspenso?

A suspensão das negociações acontece em situações de estresse e incertezas no mercado, quando há grandes oscilações nos preços dos títulos públicos federais. Nessas situações, as negociações são suspensas pela Secretaria do Tesouro Nacional para sua reprecificação, diz João Victor Ferreira, sócio e assessor de investimentos da One Investimentos.

O mercado pode passar por algumas oscilações durante o dia por causa de especulação na divulgação de indicadores como IPCA (inflação) ou Selic (juros), por exemplo.

Há ainda outra situação para a suspensão dos negócios. Três vezes ao dia, às 9h30, às 12h e às 15h30, há uma interrupção para que seja feita a atualização periódica dos valores dos títulos, conforme as taxas praticadas no mercado, segundo Valéria Vieira, head de Renda Variável da RB Investimentos.

Os investidores têm apontado uma frequência maior de suspensão das negociações. Isso tem acontecido por causa de uma sequência de fatos. Em resumo, o gatilho para as interrupções das negociações dos títulos públicos é a percepção de risco crescente do mercado financeiro por causa do atual cenário de aumento dos juros (no Brasil e nos EUA) e as dificuldades de se enxergar um caminho eficaz para retomar o controle da inflação, o que só aumenta o estresse e a volatilidade.

O objetivo desse procedimento, segundo o especialista da One Investimentos, é proteger o investidor do Tesouro Direto de, eventualmente, negociar com preços e taxas descolados do mercado secundário e evitar especulações.

Quanto tempo demora para normalizar?

O Tesouro Nacional não comunica se há um prazo máximo ou mínimo para duração da suspensão. Em geral, segundo Ferreira, leva algumas horas. O intervalo pode ser maior a depender da instabilidade e oscilação do mercado.

No mercado primário, por exemplo, a última suspensão decidida por conta da oscilação de taxa, em 12 de abril, durou dois dias consecutivos.

Depende dos ânimos do mercado, diz a executiva da RB Investimentos. Pode demorar uma, duas ou quatro horas, caso esteja próximo do fechamento de mercado. Nessa situação, a negociação passará para o dia seguinte.

Em maio, por exemplo, houve a suspensão quando o Comitê de Política Monetária (Copom) e o Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano) anunciaram a alta dos juros, o que trouxe incertezas para o mercado, diz Marcelo Boragini, especialista em renda variável da Davos Investimentos.

Existe o risco de perda para o investidor caso ele esteja com dinheiro em conta e não consiga aplicar, o que fará com que ele perca um dia de juros, segundo a especialista da RB Investimentos.

Mas, como diz Boragini, da Davos Investimentos, as suspensões servem para garantir que as comercializações dos títulos ocorram em valores justos, evitando maiores prejuízos ao investidor.

Confira 4 recomendações dos especialistas

1) É importante o investidor manter sempre uma carteira diversificada, composta por ativos de diferentes classes e com variado grau de liquidez, para evitar que se torne refém dessas situações, diz Ferreira.

2) O investidor, dependendo do valor e título que deseja adquirir, pode aplicar em um fundo referenciado em inflação ou em um CDB pré ou pós-fixado, diz Valéria, da RB Investimentos.

3) O investimento é a longo prazo, e o mais importante é que o título esteja atualizado e compatível com as taxas negociadas no mercado.

4) A recomendação de Boragini, da Davos Investimentos, é manter a calma, esperar que as taxas se ajustem e que o mercado reabra.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.