PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Comece agora: demora para investir pode tirar quase R$ 30 mil do seu bolso

Você protelou o início dos seus investimentos? Entenda como isso pode fazer você perder dinheiro - Getty Images/iStockphoto/anyaberkut
Você protelou o início dos seus investimentos? Entenda como isso pode fazer você perder dinheiro Imagem: Getty Images/iStockphoto/anyaberkut
só para assinantes

Paula Pacheco

Colaboração para o UOL, de São Paulo

30/07/2022 04h00

Muitos começam o ano com a meta de trocar a vida de gastos desnecessários pelos investimentos planejados, feitos mensalmente. Porém, quem deixa para começar a perseguir essa meta só no ano que vem não sabe o quanto pode perder ao adiar os investimentos por apenas seis meses.

Imagine se preparar para a aposentadoria juntando dinheiro por três décadas e, ao final, deixar de embolsar quase R$ 30 mil porque, em vez de a rotina de investidor começar agora, em julho, foi só iniciada no ano que vem. Isso mesmo investindo apenas R$ 200 por mês.

A pedido do UOL, Lai Santiago, educadora financeira e cientista comportamental da Open Co, fez uma série de simulações para mostrar como o adiamento do início dos aportes pode comprometer uma parte importante do patrimônio no longo prazo.

A especialista também levou em consideração dois cenários: quem já tem uma reserva de emergência de R$ 10 mil, essencial para começar a vida financeira com o pé direito, e quem ainda não tem a reserva. Em uma situação, os aportes começaram a ser feitos em julho. Na outra, apenas em janeiro do ano que vem, seis meses depois.

Veja quanto rendem os R$ 200 aplicados todos os meses em três investimentos diferentes por 30 anos, e quanto o atraso de seis meses pode custar para o investidor. O valor é líquido, já considerando os descontos com imposto de renda. O título do Tesouro paga 11,03% e o CDI, 9,34%.

Se você já tem R$ 10 mil na reserva de emergência - Aporte mensal de R$ 200

CDB

  • Começando agora: R$ 446.627,14
  • Começando daqui a seis meses: R$ 427.148,79
  • Diferença: R$ 19.478,35

Tesouro IPCA + com juros semestrais 2055

  • Começando agora: R$ 521.063,97
  • Começando daqui a seis meses: R$ 496.609,46
  • Diferença: R$ 24.454,51

Previdência privada 115% CDI e taxa 0,7% a.a.

  • Começando agora: R$ 608.481,96
  • Começando daqui a seis meses: R$ 578.563,63
  • Diferença: R$ 29.918,33

Se você não tem reserva de emergência - Aporte mensal de R$ 200

CDB

  • Começando agora: R$ 323.427,63
  • Começando daqui a seis meses: R$ 308.999,22
  • Diferença: R$ 14.428,41

Tesouro IPCA + com juros semestrais 2055

  • Começando agora: R$ 286.243,94
  • Começando daqui a seis meses: R$ 274.156,89
  • Diferença: R$ 12.087,05

Previdência privada 115% CDI e taxa 0,7% a.a.

  • Começando agora: R$ 425.965,99
  • Começando daqui a seis meses: R$ 404.671,80
  • Diferença: R$ 21.294,19

Previdência vale a pena? A previdência privada tem uma carga reduzida de impostos quando comparada com outros investimentos de renda fixa. Não tem come cotas e a pessoa paga 10% de imposto em vez de 15%, como no Tesouro e no CDB. Além disso, o Tesouro IPCA + com juros semestrais tem pagamento antecipado de impostos, a cada cupom (a cada recebimento dos juros semestrais).

Por isso o resultado líquido é maior na previdência que no Tesouro IPCA, porque o peso dos impostos é muito menor e só acontece no resgate da previdência.

O que é mais importante para começar a investir? Ter disciplina é fundamental para quem quer atingir um objetivo financeiro, destaca a educadora financeira da Open Co, principalmente no longo prazo, como mostram as simulações. O que vai diferenciar quem consegue se aposentar com tranquilidade ou cheio de incertezas é a consistência nas aplicações.

Quem aplica pouco dinheiro, mas de forma recorrente, segundo Lai, tende a ter um resultado melhor do que aquele que investe um valor maior em um intervalo de tempo mais espaçado.

No caso dos investimentos para objetivos de longo prazo, o investidor pode avaliar diferentes ativos. Por exemplo, a aplicação em títulos do Tesouro Direto atrelados à inflação —para que se tenha a proteção de seu poder de compra ao longo deste período, diz Theo Linero, planejador financeiro CFP®? pela Associação Brasileira de Planejamento Financeiro (Planejar).

Ainda segundo Linero, começar é sempre a melhor escolha, independente do seu valor inicial de investimento. "Com o tempo e a evolução de seu salário, avalie também aumentar o valor de investimento mensal, pois isso irá fazer seu 'bolo' crescer mais rápido."

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.