PUBLICIDADE
IPCA
0,73 Dez.2021
Topo

Alcolumbre diz que reiniciará reunião da CCJ às 12h para discutir Precatórios

Presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou que dará um intervalo para o governo negociar o texto da PEC dos Precatórios no colegiado até as 12 horas - Pedro França/Agência Senado
Presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou que dará um intervalo para o governo negociar o texto da PEC dos Precatórios no colegiado até as 12 horas Imagem: Pedro França/Agência Senado

Daniel Weterman

Brasília

30/11/2021 10h58

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), anunciou que dará um intervalo para o governo negociar o texto da PEC dos Precatórios no colegiado até as 12 horas (de Brasília). A reunião, no entanto, ainda não havia sido interrompida até as 10h30.

A votação está marcada para esta terça-feira, mas há pressão por novas mudanças e críticas ao espaço fiscal aberto pela proposta do governo.

Após uma discussão entre senadores, o presidente da CCJ deve dar um prazo de duas horas para negociação nos bastidores.

Mais cedo, o líder do governo e relator da PEC no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), afirmou que confiava na aprovação do texto, porém com um placar "apertado".

Alcolumbre fez um apelo para votação ainda nesta terça e disse que seria muito "traumático" se a PEC fosse levada diretamente para o plenário, como se cogitou anteriormente.

Antes da votação, haverá a leitura de votos em separado, ou seja, relatórios paralelos propondo medidas alternativas para o Auxílio Brasil.

Os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Rogério Carvalho (PT-SE) apresentaram pareceres separados. Se o relatório principal for aprovado, os textos alternativos ficam automaticamente rejeitados.

PUBLICIDADE