PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Bom velhinho? Papai Noel já anunciou lingerie, cerveja e cigarro

Aiana Freitas

Do UOL, em São Paulo

22/12/2014 06h00

Papai Noel é aquele velhinho barrigudo e de bochechas rosadas que, na noite de Natal, entra pela chaminé e deixa presentes para a família sob a árvore.

Essa imagem, que conquista crianças ao redor do mundo, já foi desmontada em muitos anúncios publicitários ao longo dos anos. O Papai Noel da propaganda já fumou (muito), bebeu cerveja, assaltou geladeira e namorou donas de casa.

Anúncios antigos das marcas Hollywood e Player's sugeriam cigarros como perfeitos presentes de Natal. Numa propaganda da marca Pall Mall, Papai Noel vendia o produto como sendo bom até para a garganta.

A marca brasileira de lingerie Duloren também usou a imagem do bom velhinho em algumas de suas campanhas. Com o slogan "Você não imagina do que uma Duloren é capaz", esses anúncios traziam um Papai Noel exausto, com a camisa aberta, depois de visitar uma mulher.

Até em comerciais antigos da Coca-Cola, marca que popularizou a imagem do Papai Noel como ela é hoje (com formas arredondadas e usando roupa vermelha), ele aparece em momentos que hoje em dia causariam, no mínimo, polêmica.

Em um anúncio, o velhinho diz que refrigerante faz bem; noutro, ele se sente no direito de "assaltar" a geladeira de uma das famílias que visita. Porque o importante é "dar e receber", justifica.

Economia