Bolsas

Câmbio

Governo rastreia redes para punir notícia falsa sobre diesel, diz ministro

Do UOL, em São Paulo

O governo acionou órgãos de inteligência para acompanhar a divulgação de vídeos pelas redes sociais dizendo que o governo não cumpriu sua promessa de dar desconto no diesel e convocando novos protestos de caminhoneiros a partir de segunda-feira (4). Quem divulgar informações pode ser punido.

A informação é do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. "O governo já acionou os órgãos de inteligência, temos rastreamento desses vídeos. Todo o sistema de segurança está trabalhando em cima disso, as pessoas que divulgam essas informações estão sendo acompanhadas", afirmou.

Leia também:

Segundo ele, se houver prejuízos à sociedade, o governo punirá essas pessoas. "No momento certo, se houver necessidade, o governo fará com a pessoa responsável seja punida. Não ficará sem punição a pessoa que quiser semear o que não é verdade."

O ministro repetiu em entrevista coletiva que o governo garante o desconto de R$ 0,46 no litro do diesel. Áudios divulgados no WhatsApp afirmam que o governo não vai cumprir o acordo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos