IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Juros


Chefe do BC: Reforma da Previdência ajudará a manter juro e inflação baixos

Dida Sampaio/Estadão Conteúdo
Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central Imagem: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

2019-03-28T13:04:31

28/03/2019 13h04

O presidente do BC (Banco Central), Roberto Campos Neto, afirmou hoje que a aprovação da reforma da Previdência é essencial para manter a inflação controlada, os juros baixos e favorecer a recuperação da economia brasileira.

"A continuidade do processo de reformas e ajustes necessários na economia brasileira é essencial para a manutenção da inflação baixa no médio e longo prazos, para a queda da taxa de juros estrutural e para a recuperação sustentável da economia", disse.

Apesar disso, Campos Neto preferiu não opinar sobre os efeitos da aprovação da reforma sobre os juros. Ontem, em audiência pública na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado Federal, o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que a Selic (taxa básica de juros) poderia cair até dois pontos percentuais com a aprovação da Previdência.

"O Banco Central é independente. Não dá para dizer hoje que peso exato a reforma terá na Selic, mas a melhora do ambiente econômico [com a aprovação do texto] deve influenciar a taxa de juros estrutural da economia", disse.

Entenda o que é o spread bancário e a relação com os juros que você paga

UOL Notícias

Mais Juros