IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Reforma da Previdência


BPC, aposentadoria rural e abono somam 24% da economia prevista com reforma

Mariana Bomfim

Do UOL, em São Paulo

2019-04-25T14:15:48

2019-04-25T17:56:29

25/04/2019 14h15Atualizada em 25/04/2019 17h56

As mudanças previstas na reforma da Previdência sobre o BPC (Benefício de Prestação Continuada), pago a idosos pobres, representam apenas 2,8% da economia total esperada com a reforma em dez anos.

O impacto dessas mudanças junto com o de outros dois pontos polêmicos, o abono salarial e a aposentadoria rural, soma R$ 296,6 bilhões, ou 24% da economia total projetada (R$ 1,237 trilhão) em dez anos. Se esses pontos caírem na Câmara, a reforma economizará R$ 940,4 bilhões.

Os dados foram divulgados pelo governo hoje, após pressão de parlamentares para quebrar o sigilo sobre eles.

BPC

A proposta antecipa a idade do BPC, mas também reduz os valores iniciais pagos. Hoje, ele é pago a partir de 65 anos, mas com a proposta passa a 60 anos. O valor atual é de um salário mínimo (R$ 998 em 2019) e passaria a R$ 400 a quem tem 60 anos, chegando ao valor do salário mínimo somente para quem tiver 70 anos.

A economia prevista é de R$ 34,8 bilhões, ou 2,8% do total.

Abono salarial

A economia com a mudança nas regras do abono salarial prevista pelo governo é de R$ 169,4 bilhões em dez anos, ou 13,7% do total, de acordo o Ministério da Economia. A medida prevê a redução de dois para um salário mínimo o limite de renda para que o trabalhador tenha acesso ao benefício.

Aposentadoria rural

Ainda segundo o ministério, a economia com as mudanças na aposentadoria rural previstas na reforma da Previdência será de R$ 92,4 bilhões em dez anos, ou 7,5% da economia total.

O maior impacto se dá com as mudanças na aposentadoria por idade, que responde por R$ 66,4 bilhões da economia no setor rural. Pela proposta, a idade mínima para os trabalhadores rurais se aposentarem passa de 55 anos para mulheres para 60 anos e é mantida em 60 anos para homens, enquanto o tempo de contribuição mínimo sobe de 15 para 20 anos.

Outros R$ 26,1 bilhões serão economizados em dez anos com as mudanças nas pensões por morte nos segurados rurais.

(Com Estadão Conteúdo)

Entenda a proposta de reforma da Previdência em 10 pontos

UOL Notícias

Mais Reforma da Previdência