PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

'Não vamos subir em cadáveres para fazer política', diz Guedes na Câmara

Fala de Guedes vem enquanto o Senado realiza audiência da CPI da Covid-19 com ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta - Gabriela Biló/Estadão Conteúdo
Fala de Guedes vem enquanto o Senado realiza audiência da CPI da Covid-19 com ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta Imagem: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Antonio Temóteo

Do UOL, em Brasília

04/05/2021 13h00Atualizada em 04/05/2021 14h25

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou, durante audiência pública na Câmara dos Deputados, que parlamentares e líderes partidários não devem "subir em cadáveres para fazer política".

A afirmação ocorreu simultaneamente a realização de audiência da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado, que ouve o ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta.

Segundo Guedes, o governo e os parlamentares precisam trabalhar no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus e para aprovar reformas para equilibrar as contas públicas. O ministro ainda declarou que não faltaram recursos para combater a crise sanitária.

"O ano de 2020 foi um ano trágico para o Brasil e para o mundo. De proporções bíblicas. Precisamos de respeito, tolerância e trabalho. Quem estiver explorando cadáver para fazer política está errado. Temos que escapar dessa espiral de ódio. Isso é um descredenciamento da nossa democracia", declarou.

Recuperação econômica está acontecendo, diz ministro

Mesmo com o aumento do número de contaminações e de mortes decorrentes do novo coronavírus, Guedes afirmou que a economia está em recuperação e gerando empregos.

"A economia formal já voltou, todos os índices de atividade estão vindo o dobro do esperado", disse.

Além disso, o ministro declarou que o Brasil teve um desempenho econômico "bastante razoável" na pandemia. "Foi muito aceitável, para não dizer que bem melhor que todos os países avançados. Fizemos um trabalho duro e trabalhamos também na questão da Saúde", afirmou.