PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Cotações

Ibovespa engata segunda alta seguida com ajuda do exterior

Cris Fraga/Estadão Conteúdo
Imagem: Cris Fraga/Estadão Conteúdo

Paula Arend Laier

São Paulo

20/03/2020 11h45

O Ibovespa engatava a segunda alta consecutiva hoje, em linha com a recuperação nos mercados no exterior, com ações de companhias aéreas entre os maiores ganhos, após uma semana de fortes quedas em razão de desdobramentos ligados ao novo coronavírus.

Às 11h43, o Ibovespa subia 4,39%, a 71.328,79 pontos. O volume financeiro somava R$ 7,23 bilhões. Apesar dos ganhos, o Ibovespa ainda caminha para fechar a semana com queda de dois dígitos.

A equipe da Guide Investimentos classificou a melhora nos mercados como "uma espécie de otimismo cauteloso", amparada na ação conjunta de governos e bancos centrais em meio ao agravamento da crise com a disseminação do novo coronavírus.

Na Europa, o londrino FTSE 100 avançava 1,1%, enquanto Wall Street, após abertura positiva, passava a mostrar volatilidade. O S&P 500 subia 0,6%.

"A incerteza econômica trazida pelos seguidos 'lockdowns' mundo afora faz com que o horizonte de investimentos de todos seja reduzido ao máximo", destacou a equipe da Verde Asset em carta nesta sexta-feira.

A Verde pondera, contudo, que já viu crises semelhantes em 2008 e em outros anos e que esta é a oportunidade. "Obviamente teremos impactos econômicos sérios. Mas para nós, a correção dos mercados mais do que reflete tais impactos."

Para a equipe liderada por Luis Stuhlberger, a combinação de distanciamento social e tratamentos para a covid-19 com as medidas fiscais e monetárias já anunciadas são "como uma ponte capaz de atravessar o período de volatilidade atual".

Destaques

- GOL PN e AZUL PN avançavam 24% e 26%, no segundo pregão seguido de alta, após fortes perdas recentes, amparadas em medidas para o setor de aviação civil, além de ações das próprias companhias e queda do dólar ante real. Até a quarta-feira, os papéis acumulavam perdas de mais de 80% cada.

- CVC BRASIL ON valorizava-se 20%, também corrigindo parte da baixa, que até a véspera superava 80% no ano, em meio a notícias de cancelamento de voos e fechamento de fronteiras, após medidas para frear a propagação da covid-19, além da disparada recente do dólar.

- PETROBRAS PN valorizava-se 8%, mesmo com a fraqueza nos preços do petróleo no exterior. PETROBRAS ON avançava 6,3%. A companhia informou nesta sexta-feira a postergação do recebimento de ofertas vinculantes nos desinvestimentos em refino e seus respectivos ativos logísticos, em função das medidas de prevenção ao coronavírus.

- BANCO DO BRASIL ON subia 7,5%, também experimentando recuperação, enquanto ITAÚ UNIBANCO PN exibia estabilidade e BRADESCO PN avançava 1,9%.

- VALE ON tinha alta de 5,8%, na esteira do avanço dos contratos futuros de minério de ferro negociados na China, com otimismo de que Pequim aumente os gastos em projetos de infraestrutura para sustentar a segunda maior economia do mundo, que foi atingida pela epidemia de coronavírus.

- TELEFÔNICA BRASIL caía 6% e TIM PARTICIPAÇÕES ON recuava 6%. Nota do Credit Suisse a clientes afirma que, ao que tudo indica, a pandemia não deve afetar de forma relevante os resultados. O tráfego de dados está aumentando, mas a taxa de inadimplência é um risco e a expansão da rede FTTH pode atrasar. Os analistas do banco, porém, veem os preços "esticados".

Cotações