PUBLICIDADE
IPCA
0,21 Jan.2020
Topo

Todos a Bordo


Voos permitem voltar no tempo e comemorar a chegada de 2020 duas vezes

Anthony Wallace/AFP
Imagem: Anthony Wallace/AFP

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/12/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Voos comerciais levam poucas horas para cruzar do extremo leste ao extremo oeste do planeta
  • Em algumas rotas, aviões decolam no dia 1º de janeiro, mas pousam no destino em 31 de dezembro
  • Opção mais rápida é entre Auckland (Nova Zelândia) e Rarotonga (Ilhas Cook)
  • Também há voos com destino a Honolulu e Los Angeles, nos Estados Unidos
  • Opção mais sofisticada é voar em jato executivo entre Sydney e Honolulu

A virada do ano é uma grande festa em todo o planeta. E se você pudesse comemorar a chegada de 2020 duas vezes, em lugares diferentes? Pode até parecer impossível, mas alguns voos permitem que os passageiros "voltem no tempo" e celebrem o réveillon duas vezes no mesmo ano.

Isso é possível por causa da grande diferença horária em locais não tão distantes entre si. Alguns voos levam poucas horas para cruzar do extremo leste para o extremo oeste do planeta. No calendário, no entanto, os passageiros voltam um dia completo.

Obs: os valores foram consultados no dia 20/12/19 e estão sujeitos a mudanças.

De Auckland a Rarotonga

Reprodução
Imagem: Reprodução

A opção mais rápida e econômica para voltar no tempo é embarcar em um voo de Auckland (Nova Zelândia) para Rarotonga (Ilhas Cook). São duas opções de voo que duram três horas e 50 minutos e custam cerca de US$ 240 (R$ 980) na classe econômica.

O voo da Air New Zealand decola de Auckland no dia 1º de janeiro às 8h55 e chega a Rarotonga às 13h45 do dia 31 de dezembro. Na Virgin Australia, o avião parte da Nova Zelândia às 16h45 e chega nas Ilhas Cook às 21h40.

De Guam a Honolulu

Reprodução
Imagem: Reprodução

Outra opção é viajar entre Guam, um território dos Estados Unidos no Pacífico, e Honolulu, no estado do Havaí (EUA). Nesse caso, no entanto, a viagem é mais longa e bem mais cara.

O voo sem escala da United Airlines tem duração de sete horas e cinco minutos. O Boeing 777-200 decola de Guam no dia 1º de janeiro às 7h40 e chega a Honolulu às 18h45 do dia 31 de dezembro. O preço da passagem costuma passar de R$ 4.500. Para a viagem de ano novo, o valor passa de R$ 7.000.

Da Ásia para Los Angeles

Há também duas opções de voos da Ásia para Los Angeles (EUA) que permitem comemorar a chegada de 2020 duas vezes. Nos dois casos, porém, a primeira virada de ano tem de ser comemorada no aeroporto, já que os voos decolam nos primeiros minutos do novo ano.

O voo da japonesa ANA decola de Tóquio às 0h05 e, depois de quase dez horas de viagem, chega a Los Angeles, às 17h do dia 31 de dezembro. Outra opção é o voo da Cathay Pacific. O avião decola de Hong Kong às 0h15 do dia 1º de janeiro e chega a Los Angeles às 20h35 do dia 31 de dezembro.

De Sydney a Honolulu em jato executivo

Divulgação
Imagem: Divulgação

A empresa de táxi-aéreo PrivateFly organiza todos os anos viagens em jato executivo para quem pretende celebrar o réveillon duas vezes. O voo parte de Sydney (Austrália) em direção a Honolulu (Havaí, EUA). As duas cidades têm uma diferença de 21 horas, mas o voo dura menos de dez horas.

A empresa organiza também as duas festas de ano novo e os traslados de chegada e saída dos aeroportos. Os passageiros embarcam no jato executivo Gulfstream G650 às 2h do dia 1º de janeiro, em Sydney, e pousam às 20h30 do dia 31 de dezembro, em Honolulu.

O pacote para oito passageiros custa US$ 275 mil (R$ 1,2 milhão) ou US$ 34.375 (R$140 mil) por pessoa.

Veja mais economia de um jeito fácil de entender: @uoleconomia no Instagram.
Ouça os podcasts Mídia e Marketing, sobre propaganda e criação, e UOL Líderes, com CEOs de empresas.
Mais podcasts do UOL em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas.

Veja caminho que sua mala faz no aeroporto depois de despachada

UOL Notícias

Todos a Bordo