PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Todos a Bordo

Após mais de um mês, aéreas voltam a operar hoje no aeroporto de Congonhas

Decolagem no aeroporto de Congonhas - Fernando Podolski/Getty Images
Decolagem no aeroporto de Congonhas Imagem: Fernando Podolski/Getty Images

Vinícius Casagrande

Colaboração para o UOL, em São Paulo

22/05/2020 04h00

Depois de mais de um mês sem nenhum voo comercial, o aeroporto de Congonhas, em São Paulo, volta a receber passageiros nesta sexta-feira (22). A Latam será a primeira companhia aérea a retomar operações no terminal da capital paulista. A empresa também havia sido a última a operar em Congonhas, no dia 13 de abril. Desde então, o terminal vinha servindo apenas como estacionamento de aviões e para manutenções das aeronaves, além de operações de táxi-aéreo.

No domingo (24), é a vez de a Gol voltar a ter voo em Congonhas, enquanto a Azul deve retomar suas operações somente em 15 de junho. No primeiro dia da retomada das operações, serão apenas quatro voos da Latam, sendo dois para o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e outros dois para Brasília (DF).

As companhias aéreas haviam abandonado as operações no aeroporto de Congonhas por conta da pandemia do novo coronavírus, que reduziu em mais de 90% os voos no país. Operando apenas uma malha aérea essencial, as empresas preferiram concentrar seus voos nos aeroportos de Guarulhos, caso da Latam e da Gol, e em Viracopos, em Campinas (SP), no caso da Azul.

Novos destinos em junho

A partir de agora, as companhias aéreas começam a planejar uma lenta retomada de suas operações. Com isso, o terminal da capital paulista volta a receber passageiros. Os primeiros voos terão como destino o Rio de Janeiro e Brasília, mas ao longo do mês de junho novos destinos devem ser adicionados.

A Azul, por exemplo, terá voos para o Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG), Recife (PE) e Cuiabá (MT). No caso da Gol, haverá voos para Florianópolis (SC), Navegantes (SC), Salvador (BA), Recife (PE), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). Em junho, a Latam terá voos de Congonhas para Belo Horizonte (MG), Chapecó (SC), Curitiba (PR), Joinville (SC), Porto Alegre (RS), Ribeirão Preto (SP), Salvador (BA), São José do Rio Preto (SP) e para o aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

Para o mês de junho, a Gol planeja ter cem voos diários em todo o país, um aumento de 47% em relação aos 68 voos diários realizados pela empresa em maio. A Azul planeja ter até 168 voos por dia. Segundo a Latam, serão 74 rotas nacionais no Brasil, atingindo 9% de sua capacidade pré-crise, passando para 18% no mês de julho.

Obras na pista principal

Em breve, no entanto, o aeroporto de Congonhas deve sofrer uma nova queda no tráfego de aviões. No final de abril, a Infraero abriu uma licitação para realizar obras de recuperação do pavimento asfáltico da pista principal.

A data exata para o início das obras ainda não foi definida, mas a Infraero afirma que deve durar 30 dias, com equipes trabalhando 24 horas por dias, nos sete dias da semana. Nesse período, apenas a pista auxiliar deve receber voos, o que deve limitar as operações das companhias aéreas.

"Durante os trabalhos, o fechamento da pista principal para a execução dos serviços é necessário devido à complexidade da tecnologia aplicada ao pavimento: camada porosa de atrito (CPA). O novo pavimento não permite emendas e, por isso, inviabiliza a realização dos trabalhos em períodos intercalados. A CPA melhora a performance e a segurança das aeronaves durante os procedimentos de pouso e decolagem em dias de chuva, bem como propicia melhor escoamento da água", afirmou a Infraero.