PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Reinaldo Polito

Não é hora de mimimi: se não mudar, poderá perder seu emprego e desaparecer

reuniões online - iStock
reuniões online Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Reinaldo Polito

Autor de 31 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares, dá dicas de expressão verbal para turbinar sua carreira.

Colunista do UOL

09/03/2021 04h00

Não chores entre os que riem, nem rias entre os que choram. Não fiques acordado entre os que dormem e não durmas entre os que estão acordados. Não te levantes quando os outros se sentam, nem se sentes quando eles se levantam.
Theodore M. R. Von Keller

Você ficaria muito assustado se eu dissesse que a chance de ser demitido é maior do que pode estar pensando? Não fique alarmado, mas é bom se preparar para grandes transformações. Somente quem estiver pronto para enfrentar mudanças poderá superar as adversidades que se aproximam a cada dia.

A maioria não imagina que irá perder o emprego

Um dado dá respaldo ao que eu estou dizendo: a maioria das pessoas que são demitidas jamais imaginara que perderia o emprego. Elas se sentiam seguras e confortáveis em seus postos de trabalho. E estou falando de pesquisas feitas antes da época da pandemia, quando os profissionais não tinham muita noção de que as mudanças já estavam rondando.

Se essa era uma realidade há cerca de uma década, não será difícil deduzir o que nos espera após este ano de novidades sem fim. Quem não se adaptar rapidamente à comunicação a distância, quem não aprender já como funcionam as mais diferentes plataformas que permitem as reuniões em home office, quem não dominar essa nova forma de se relacionar no mundo corporativo, pode estar com os dias contados.

O mercado de trabalho exige novas qualificações

Participar de reuniões a distância com eficiência é hoje, nesse novo cenário, uma das competências mais importantes para os profissionais em qualquer tipo de atividade. Aqueles que gostavam muito das reuniões presenciais já perceberam que esses encontros serão cada vez mais raros, independentemente de quando iremos nos livrar do isolamento que estamos vivendo.

As empresas estão enxugando suas instalações, devolvendo salas, e até prédios inteiros. Descobriram que ao deixar seus funcionários trabalhando em casa, por mais que tenham de reajustar remunerações e investir em equipamentos pessoais para que eles possam atuar com conforto e segurança, irão economizar muito dinheiro.

Algumas organizações já informaram que não voltarão mais às atividades presenciais. Outras, menos radicais, disseram que irão adotar trabalhos híbridos, com dois ou três dias na empresa e os outros em home office.

Não é hora de mimimi

Esta, portanto, não é hora de espernear com reclamações, dizendo que não gosta de realizar esse tipo de trabalho. Se agir assim, o risco de perder sua posição é grande. Se posso dar um conselho, pegue a vida com as mãos. Contrate alguém para ensiná-lo. Estude com determinação durante todas as horas disponíveis.

Por algum tempo, vare madrugadas e finais de semana pesquisando e praticando. Não se apresente na empresa com dúvidas. Mostre que já se tornou um profissional dos novos tempos. Não é difícil. Pode parecer complicado num primeiro momento, mas logo se sentirá preparado. Com certeza, será admirado por essa atitude e disposição.

Se tiver possibilidade, participe de lives. Acredito que seus conhecimentos poderão ser úteis nessas conversas online. Encontre pessoas com quem possa se relacionar bem e marque esses encontros virtuais. Mesmo que não tenha muita audiência, não se preocupe, o importante é praticar.

Não espere que peçam para que se aprimore nesse tipo de comunicação. Tome você mesmo a iniciativa e comece a se preparar. Quanto mais rápido aprender, mais seguro e motivado se sentirá. Não importa a sua idade. Todos podem se adaptar.

Os jovens já chegam prontos

A ONG Via de Acesso, que tenho a honra de presidir, se dedica à capacitação e inserção dos jovens no mercado de trabalho. Sob a batuta do experiente Valdir Scalabrin providenciamos uma verdadeira revolução no treinamento dos estagiários e aprendizes. Todos recebem orientação de como atuar nas mais diversas funções desenvolvendo trabalhos remotos, com uso da tecnologia. Estão indo para o mercado de trabalho prontos para enfrentar essa nova face da atividade profissional.

Só para dar uma ideia. Este ano de pandemia foi muito produtivo para mim. Reescrevi dois livros e escrevi três novos. Dois deles, em coautoria com a minha filha Rachel Polito, falando sobre a comunicação nos dias atuais: "Os segredos da boa comunicação no mundo corporativo" (digital e físico), e "Comunicação a distância" (só digital).

O interesse por esse tema é tão expressivo que os dois livros conquistaram ao mesmo tempo o primeiro e o segundo lugares entre os mais vendidos na Amazon. O que mostra que os profissionais não estão parados, esperando para ver o que vai acontecer. Estão indo à luta e se aprimorando.

Tome você também essa iniciativa. Pode ter certeza de que estão de olho em suas atitudes. E se desejar permanecer exercendo suas funções, esteja preparado para estes novos tempos.

Superdicas da semana

  • Prepare-se para as mudanças. Elas já chegaram
  • Seja competente para participar de reuniões a distância
  • Não se contente em saber apenas um pouco, estude com profundidade
  • Independentemente da sua idade, seja um profissional dos novos tempos

Livros de minha autoria que ajudam a refletir sobre esse tema: "29 Minutos para Falar Bem em Público", publicado pela Editora Sextante. "Os segredos da boa comunicação no mundo corporativo", "Comunicação a distância", "Oratória para advogados", "Conquistar e Influenciar para se Dar Bem com as Pessoas", "Como falar de improviso e outras técnicas de apresentação", "Assim é que se Fala", e "Como Falar Corretamente e sem Inibições", publicados pela Editora Saraiva. "Oratória para líderes religiosos", publicado pela Editora Planeta.

Siga no Instagram: @polito

Siga pelo facebook.com/reinaldopolito

Pergunte para saber mais contatos@polito.com.br

PUBLICIDADE