PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Reinaldo Polito

Como escrever muito bem na era digital

A arte de escrever - Getty Images/iStockphoto
A arte de escrever Imagem: Getty Images/iStockphoto
Reinaldo Polito

Autor de 31 livros que venderam mais de 1 milhão de exemplares, dá dicas de expressão verbal para turbinar sua carreira.

Colunista do UOL

27/04/2021 04h00

A questão sempre formulada: 'Por que escreveis? A resposta do poeta será sempre a mais breve: 'Para viver melhor'.
Saint-John Perse

Você sabe como escrever bem na era digital? Escrever com competência é uma arte que exige leitura, estudo e muita prática. Não é exagero dizer que escrever se aprende escrevendo. Ficar na frente do computador, diante da tela branca, com o cursor piscando, como se ele estivesse impaciente, chega a ser desesperador.

O problema é que praticar sem orientação adequada pode até ser prejudicial, pois o autor acaba por cristalizar erros que, se eliminados no início com aprendizado correto, seriam suprimidos na raiz. Por isso, a importância de poder contar com um bom livro de redação.

Nos dias atuais, em que a redação passou a ser quase que exclusivamente virtual, a situação adquire dificuldades ainda mais acentuadas. Quase ninguém mais escreve à mão. Da mesma forma que desapareceram as máquinas de escrever. As remanescentes são usadas apenas como recordação, como uma em exposição em meu escritório que já completou 80 anos.

Um livro para os dias atuais

As professoras Edna Maria Barian Perrotti e Valéria Fraga, especialistas na elaboração, edição e revisão de textos publicaram uma obra didática, atual, objetiva, que ensina como devemos nos comportar nesses tempos virtuais: "Você na Era + Digital com redação mais eficaz e mais interativa".

Li de capa a capa. Um livraço. Uma obra para ser lida, estudada e deixada à mão para pesquisas. Um livro necessário para quem quer ou precisa escrever bem. As autoras são referências nesse tema.

A Dra. Edna Maria Barian Perrotti, por exemplo, é autora de um best seller de grande sucesso, com mais de 120 mil exemplares vendidos, publicado pela Editora Saraiva/Benvirá, "Superdicas para escrever diferentes tipos de textos", que também foi editado na Itália com bastante destaque.

Entrevista com uma das autoras

O livro atual foi publicado pela editora Madras. Capricharam na capa, na diagramação e nas ilustrações. Além do ótimo conteúdo, é um livro agradável de se ler. Fiz uma entrevista com uma das autoras, a Dra. Edna Perrotti, para que ela mesma pudesse falar sobre o livro, e nos desse algumas dicas práticas para uma boa redação.

Polito: Alguns se expressam bem nas redes sociais, outros nem tanto. Vocês escreveram o livro Você na Era + Digital por esse motivo?

Edna Perrotti: Aceitamos o convite da editora com uma condição: a de não escrever apenas mais um livro de redação, mas sim um livro que atendesse às necessidades da nossa época, um livro que, além de abordar a questão da leitura e da escrita, fosse voltado para a Era Digital. Esse objetivo se assenta no fato de que cada vez mais as pessoas escrevem em suas redes sociais, principalmente os jovens, mas muitos têm dificuldade para se expressar bem.

Convidei a professora Valéria Fraga, que ministra cursos para redação de conteúdo na WEB, para fazer essa obra comigo. Assim, elaboramos o livro a quatro mãos. A obra trata de leitura, do bom desenvolvimento do texto, dos conceitos básicos da comunicação na era digital e traz um top five com dicas gramaticais.

Procuramos fazer tudo numa linguagem agradável, com muitas ilustrações, para ser facilmente entendido por todas as gerações: desde os "baby boomers" até a geração Z.

Polito: Se é um livro de redação, por que abordar também a leitura?

Porque, para escrever bem, é necessário ser um bom leitor. Tanto pelo conteúdo quanto pela forma. Lendo, você entra em contato com diferentes tipos de informação, conhece várias opiniões, seleciona - ainda que inconscientemente - as que mais se encaixam em seu conhecimento de mundo e enriquece o conteúdo daquilo que vai escrever.

E aqui vai uma orientação que julgo preciosa: um leitor atento observa a forma como os bons autores desenvolvem o seu texto. Por isso, neste livro, "Você na era digital", ao tratar do parágrafo, por exemplo, mostramos como introduzir uma nova ideia, como desenvolvê-la e como concluí-la. E também destacamos os encadeadores responsáveis pela transição de um parágrafo a outro. As ideias precisam fluir.

Polito: Vamos explorar o seu conhecimento, e dar aos leitores algumas dicas matadoras para quem deseja escrever bem?

Edna Perrotti: Vou recorrer às próprias lições que abordamos no livro para atender ao seu pedido. O primeiro conselho é que o texto precisa observar a intertextualidade. Como a própria palavra revela, refere-se ao diálogo que existe entre os textos, de forma explícita ou não.

Algumas vezes, explicitamente, retomamos textos já conhecidos para construir o nosso próprio texto. Outras vezes nem nos damos conta de como estamos sendo influenciados pelos textos que já lemos no momento de redigir. Daí a importância da leitura para desenvolver a habilidade de escrever.

A outra sugestão é ser coerente. Deve haver coerência interna com as frases, as partes, fazendo sentido entre si, e coerência externa, fazendo sentido para quem ouve ou para quem lê, de acordo com seu conhecimento de mundo. Caso contrário, causará estranheza.

Polito: Que outros ensinamentos podemos encontrar no conteúdo do livro?

Edna Perrotti: Vou dizer resumidamente quais são as cinco grandes partes que compõem o livro, e dar dicas para cada uma delas.

Na primeira, DA ERA ANALÓGICA À DIGITAL, abordamos a Linguagem da WEB 4.0, fundamental para quem deseja ter uma presença digital marcante, para garantir que o texto seja persuasivo e atinja o objetivo proposto.

A dica é: além de ter o foco na presença digital, deve haver um propósito coerente e evidente, sempre com a preocupação de construir reputação, credibilidade. Caso contrário, o emissor vira apenas uma celebridade instantânea - aquela que tem 15 minutos de fama até aparecer alguém mais interessante.

Quando se tem credibilidade na escrita de um determinado assunto e mantém a constância na WEB, não demora o emissor se torna uma autoridade em sua área. E aí vem o reconhecimento do público leitor.

Na segunda parte, O PROCESSO DE COMUNICAÇÃO, o leitor entra em contato com os elementos básicos da comunicação, pelo texto e pelas imagens. É nela que exploramos as características da linguagem verbal e não verbal, de forma que o emissor possa impactar o receptor não só com o código escrito, mas também com emoticons, vídeos e afins.

A dica é: a linguagem varia de acordo com a situação social, com o perfil do receptor e do contexto. É preciso desenvolver habilidades para adequar a mensagem de acordo com as características dos ouvintes.

A terceira parte, que denominamos O TEXTO, traz informações teóricas e práticas sobre como redigir. Há várias dicas para a construção de parágrafos e textos, exemplificadas com textos literários, jornalísticos e, principalmente, da WEB, sempre privilegiando aqueles que têm uma linguagem mais atual.

A dica é: há ocasiões em que se faz necessário situar o leitor dentro do contexto para que ele possa entender com facilidade a mensagem, principalmente se você e ele não costumam trocar textos com frequência.

A quarta parte, PRODUÇÃO DE CONTEÚDO, leva o leitor para o universo da WEB. Aqueles que ainda não estão habituados com termos como persona, target, framework e outros similares encontram ali explicações para entender com mais facilidade esta era digital. Também os jovens interessados em ser "webwriters" encontram nesta parte um rico material para desenvolver sua habilidade de escrever.

A dica é: use palavras-chave como estratégia para despertar a atenção e o interesse do receptor. Essas palavras deverão ser inseridas nos títulos e nos textos para sinalizar a relevância do conteúdo.

A quinta parte, TOP FIVE DAS DICAS GRAMATICAIS, esclarece muitas dúvidas de uma forma clara, direta e objetiva. Assim ninguém vai perder um seguidor nas redes sociais por cometer deslizes que poderiam ser facilmente evitados.

A dica é: muita atenção com a concordância, principalmente se os termos estiverem invertidos. Você pode até dizer "finalmente chegou as férias", mas jamais escreva o verbo no singular neste caso ou em outros semelhantes. "Segue anexo os relatórios", por exemplo, é uma frase que denuncia seu descuido com a linguagem.

Polito: Bem, com todas essas explicações, me parece que o livro é destinado ao público em geral. Ou há um público específico?

Edna Perrotti: Sem dúvida, todas as pessoas que querem ou precisam escrever bem vão encontrar no livro explicações claras, muito bem fundamentadas, apresentadas numa linguagem acessível, com muitas imagens que ajudam a entender o conteúdo.

Mas eu diria que ele é essencial para alunos do Ensino Médio, alunos que vão prestar o Enem, alunos universitários e todos aqueles que têm no texto seu instrumento de trabalho. Afinal, sabemos que é pela linguagem que a pessoa transmite sua imagem. E uma boa imagem propagada pela WEB é fundamental!

Polito: Quais são as informações para quem desejar ter contato com o livro?

O título, como vimos é "Você na Era + Digital com uma redação mais eficaz e mais interativa". Somos duas autoras: Edna Maria Barian Perrotti e Valéria Fraga. A editora é a Madras.

Superdicas da semana - com base na obra "Você na Era + Digital com uma redação mais eficaz e mais interativa"

  • A nossa linguagem projeta a nossa imagem
  • Sempre que estiver desenvolvendo um parágrafo ou mais, atenha-se ao tema, ao assunto. Não divague
  • Escrever se aprende escrevendo

Livros que ajudam a refletir sobre esse tema: "Os segredos da boa comunicação no mundo corporativo", "Superdicas para escrever uma redação nota 1.000 no ENEM", "Superdicas para escrever diferentes tipos de texto" e "Superdicas para manter seu Português em ordem", publicados pela Editora Saraiva e "Você na era + digital com uma redação mais eficaz e mais interativa", publicado pela Editora Madras.

Siga no Instagram: @polito

Siga pelo facebook.com/reinaldopolito

Pergunte para saber mais contatos@polito.com.br