PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

Coluna

Descomplique


Bolsa enfrenta perdas com coronavírus; é uma boa hora para comprar ações?

Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

12/05/2020 04h00

Compre na baixa e venda na alta. Esse é o pilar que todo investidor de Bolsa de Valores deve seguir para ter sucesso. O problema é que é difícil identificar quais são esses momentos e não é raro fazermos o contrário: comprarmos na alta, durante a euforia, e vendermos no desespero, durante as quedas.

Estamos em um momento que vai entrar na história da economia. Saímos do topo histórico do Ibovespa e caímos quase 50% em poucos dias. Sem dúvida, a maioria dos investidores iniciantes se assustou, mas muitos viram oportunidade de comprar mais ações durante esta crise. Será que o risco vale a pena? Quais são os cuidados a serem tomados durante este período?

Pode cair mais

Não temos ainda a dimensão desta crise, nem sabemos quanto tempo ela vai durar e quais estragos o coronavírus vai causar nos resultados dos trimestres das empresas com ações na Bolsa. O fato é que, mesmo com a queda acentuada que tivemos, pode ser que a caia ainda mais.

Quem decide entrar nas ações neste momento tem de saber disso, e se souber dos riscos, pode aproveitar para rechear o porquinho com ações sólidas para os próximos anos.

Descontão

Pensando no dia a dia, imagine que tem um restaurante que você adora. Normalmente, gasta R$ 50 para comer nesse local. Por conta da crise, o dono resolve baixar o preço para R$ 30. Claro, a carne não é mais aquele mignon de primeira qualidade e o feijão, de vez em quando, vem queimado, mas você conhece a qualidade da refeição e aproveita esse superdesconto.

É o que está acontecendo com muitas empresas da Bolsa. Apesar da queda inevitável do faturamento e lucro, várias empresas continuam fantásticas, com operações muito lucrativas e cheias de caixa para passar pela crise.

Tenha cuidado

Alguns setores da economia estão sofrendo bastante durante este período, como aviação e turismo. Muito cuidado se for investir em empresas desses setores, pois deverá levar alguns anos até a recuperação completa dessas operações e pode ser que algumas companhias não resistam a esse processo.

Escolha empresas com bastante caixa, operações lucrativas e margens altas. Essa é a maneira mais segura de aproveitar a renda variável durante a baixa. Tenha consciência de que poderemos ter diversas flutuações no meio do caminho e que renda variável é um investimento de longo prazo, para 10 anos ou mais. Operações pensadas no curto prazo são bastante arriscadas e têm grande chance de levar ao prejuízo.

Descomplique: Investir em franquia é um bom negócio?

UOL Notícias

Descomplique