PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

É iniciante na Bolsa? Veja essas 3 dicas para começar sem erro

Shutterstock
Imagem: Shutterstock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

08/02/2021 04h00

Começar a investir na Bolsa de Valores é um dos maiores desejos dos investidores iniciantes. Quando você coloca seu dinheiro em ações e fundos imobiliários, realmente pode bater no peito e dizer: "Eu sou um investidor experiente".

Porém, até chegar nesse nível de confiança e conhecimento, é necessário conhecer algumas coisas sobre a Bolsa e que vão ajudar muito a sua carteira e a sua cabeça até se tornar um investidor confiante.

Tenha paciência

Investimentos não são nada glamourosos. São chatos, monótonos e exigem um trabalho duro, por muito tempo, até você começar a ver os resultados. Um exemplo ótimo e similar aos investimentos é a compra de um terreno.

Você compra um lote virgem. Precisa tirar todo matagal, roçar, arar, preparar bem o terreno para plantar, aguar, continuar tirando mato e ervas daninhas, proteger do sol, da chuva, do frio, manter longe os bichos e o mais importante: manter a constância e fazer isso por alguns anos, até que sua plantação gere os frutos do seu trabalho.

É divertido isso? Com certeza algumas pessoas devem achar legal esperar 10 anos para ver o resultado, mas a maioria não considera a coisa mais divertida do mundo. Porém, o que precisa ficar claro na cabeça de quem planta ou investe é que, não é para ser legal ou bacana, é para ser constante e ter um objetivo claro do porquê de estar fazendo isso. Paciência e dedicação são as palavras-chave para um bom plantio.

Bolsa não é cassino

A maioria das pessoas entra na renda variável acreditando que vai encontrar algo muito similar a um cassino. Jogos, apostas altas e arriscadas e se acertar o número certo, vai conseguir transformar seus mil reais em alguns milhões em pouquíssimo tempo.

Isso não poderia estar mais longe do que de fato é investir bem. Quem entra com mentalidade de se arriscar em algo que desconhece e esperar a bola da vez, infelizmente vai acabar se dando mal. Ações, por exemplo, necessitam de todo um estudo. Você precisa entender que existe uma empresa por trás daquele papel que está adquirindo, precisa conhecer os fundamentos, se tem lucro, se a gestão é boa e transparente etc.

Não tem absolutamente nada de jogo de azar. É um jogo de dedicação e conhecimento. Quando você entende que pode ganhar muito mais com seus investimentos do que jogando em cassinos, porém em um intervalo de tempo bem maior, esse é o momento em que você se transformou em um grande investidor e deixou de ser um apostador.

Você vai perder dinheiro

Essa é uma verdade muito dolorida, mas necessária. Você vai perder. Às vezes mais, às vezes menos. Investimentos são uma montanha-russa, pois em alguns momentos você vai estar no alto e em outros estará de cabeça para baixo e lá no chão.

Como a Bolsa de Valores depende de muitos fatores intrínsecos e extrínsecos às empresas nas quais você está investindo, qualquer coisa é capaz de impactar fortemente seus ativos. O importante é você entender que, ao longo prazo, boas empresas e consequentemente boas ações tendem a crescer e se valorizar demais.

Esse sobe e desce no meio do caminho é chato, mas faz parte da vida do investidor. Você já sabia essas ressalvas? Comente aqui embaixo para auxiliar outras pessoas a se tornarem melhores investidores.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL