PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Quais os sinais de que está no momento de você ter uma casa própria

FG Trade/Getty Images
Imagem: FG Trade/Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

06/10/2021 04h00

Comprar a casa própria é um dos grandes marcos na vida de quase todo brasileiro. Crescemos em uma sociedade que repete diariamente: "pagar aluguel é jogar dinheiro fora". Não é coincidência que depois de ouvir isso a vida inteira, logo que temos a primeira oportunidade, compramos um imóvel, custando o que for.

O que grande parte da população faz é decidir pela compra da casa assim, no momento, logo após saírem de casa e terem o primeiro emprego, assim que se casam e não têm os planos de família definidos ou quando estão passando por um momento instável.

Geralmente, esses momentos todos vêm acompanhados de um salário ainda baixo, com mudanças de emprego e com locais que não são exatamente aquele sonho que você tinha para a sua casa própria. Então, quando é um bom momento para comprar uma casa própria?

Você já tem uma reserva de emergência

A partir do momento que você já sabe quanto ganha e quanto gasta, já tem uma noção de como economizar mais ou até mesmo ganhar mais dinheiro, tem planos concretos para seu futuro e, principalmente, tem uma reserva de emergência, você já está um passo mais perto da sua casa.

A reserva de emergência é o dinheiro mais importante da sua vida e é ela que vai fazer você passar pelos momentos de sufoco, como um desemprego, uma doença inesperada ou algum auxilio a um ente querido, sem ter que entrar em uma espiral de dívidas ou ter que se desfazer de algum bem. Quando você tem a sua reserva, já sabe que não é o dinheiro quem manda em você.

Você tem uma boa parte do valor do imóvel para pagar à vista

Os juros do financiamento podem fazer um grande rombo nas suas finanças se você precisa financiar o valor quase que total do imóvel. Lembre-se de que esse buraco irá continuar com você por vários anos. Ao final do pagamento, você terá duas vezes o valor do seu imóvel apenas em juros.

Por isso, recomendo que a compra do imóvel aconteça somente quando você tiver atingido uma certa estabilidade na sua carreira, com sua família já formada e que tenha um bom dinheiro para dar de entrada e também conseguir um bom desconto.

Não pretende se mudar tão cedo

Um dos maiores gastos que você pode ter é ficar pulando de galho em galho. Se você é uma pessoa que gosta de uma mudança, e não estou me referindo a mudar a tinta da sala ou trocar o estofado do sofá, que sempre está querendo mudar de bairro ou até mesmo de cidade, então saiba que a casa própria não é indicada para você agora.

Enquanto não sossegar e escolher um lugar que realmente queira passar mais tempo, como 10 anos pelo menos, não gaste tempo nem dinheiro com um imóvel, pois os gastos com mudança, reformas, impostos e tudo mais acaba pesando bastante no seu bolso. Você não precisa criar raízes no lugar, mas dar uma sossegada com certeza ajuda muito nas finanças.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL