PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Descomplique

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

5 coisas que todo investidor iniciante deve saber para começar bem

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Júlia Mendonça

Júlia Mendonça é formada em comércio exterior pela Universidade Positivo. Atuou como planejadora financeira entre 2015 e 2018. Especialista em orientação e planejamento financeiro pessoal, é coach e consultora de finanças, pós-graduada em investimentos, finanças e banking. É influenciadora digital no nicho de finanças e investimentos em um dos maiores canais do assunto na área do Brasil.

08/09/2021 04h00

O ato de começar a investir é uma das coisas mais legais, gratificantes e libertadoras que existe. Isso porque você começa a ser realmente dono do seu dinheiro, começa a dominá-lo e fazer com que ele trabalhe para você. Porém, junto dessas sensações boas, existem várias dúvidas que dão lugar à insegurança na hora de começar nesse mundo.

Separei 5 das maiores dúvidas que o investidor iniciante tem e vou ajudá-lo a começar com mais segurança e confiança nos investimentos.

Poupança x Tesouro Selic

O seu dinheiro na poupança não tem como render mais do que o Tesouro Selic, se você estiver na poupança nova, considerada desde 2012. Não importa se a sua poupança é de um banco ou de outro, de uma cooperativa, não tem como, nas regras, novas ele ser maior.

Em 2012 foi criada uma regra que diz que quando a Taxa Selic estiver acima de 8.5% ao ano, a poupança renderá 0.5% ao mês + a TR (taxa referencial, que foi zerada em 2017). Isso dá aproximadamente 6% ao ano, o que é bem inferior aos, no mínimo, 8.5% em que a Taxa Selic deve estar.

Quando a Taxa Selic estiver em 8.5% ou abaixo desse valor, a poupança renderá 70% da Taxa Selic. Ou seja, hoje a Selic está em 5.25% ao ano e a poupança está rendendo 3.6% ao ano. Mesmo a poupança sendo isenta de imposto de renda e da taxa da B3, que é de 0,25% ao ano sobre o valor dos títulos, a Taxa Selic e consequentemente o Tesouro Selic continuam rendendo bem mais.

Preciso fazer declaração do Imposto de Renda por começar a investir?

Se você já não é isento da declaração, então tem que declarar tudo o que você tem de investimentos. Não pode deixar nada fora. Não se preocupe, pois não precisa pagar nada, apenas declarar.

Se você é isento de fazer sua declaração de imposto de renda, então preste muita atenção agora: você terá que começar a declarar se ao final do ano tiver bens com valor superior a R$ 300 mil e se teve rendimentos isentos ou tributáveis superiores a R$ 40 mil reais no ano. Se você tem abaixo desses valores ou ganhos na renda fixa, não precisa se preocupar, pois continuará isento.

Entretanto, se investir um único real em renda variável, não importa se você comprou e vendeu no mesmo dia ou meses depois, se teve prejuízo ou lucro, se não vendeu e continua com seus investimentos, tem que declarar. Na renda variável não existe isenção de declaração do imposto de renda.

Pode começar com pouco dinheiro

Eu sei que citar muito ou pouco é algo extremamente genérico, pois isso muda de pessoa para pessoa e para cada realidade. Porém, é possível ter uma boa carteira diversificada com R$ 150 por mês ou menos.

Investimentos de curto prazo, como Tesouro Selic, custam hoje entre R$ 108,07 e R$ 109,29, podendo variar um pouco para cima ou para baixo. Já CDBs é possível encontrar de diversos valores, mas você pode iniciar com apenas R$ 1 em alguns bancos digitais.

Os investimentos de longo prazo também encontramos com valores bastante acessíveis. O Tesouro IPCA com vencimento para o ano de 2035 custa R$ 39. Ações de boas empresas como Weg, Magazine Luiza e Itaú custam aproximadamente R$ 36, R$ 18 e R$ 29, respectivamente. Com R$ 150 é possível investir em ótimos lugares, pensando no curto e no longo prazo.

Corretora de valores

Você precisa de uma corretora de valores para começar a investir. Não tem como enviar dinheiro direto para a empresa da qual você quer comprar ações ou comprar um CDB direto de um banco. É somente através do serviço de uma corretora que você conseguirá fazer suas compras.

Alguns bancos têm corretoras próprias, o que facilita para quem já é correntista daquela instituição. Hoje em dia, as corretoras estão zerando várias taxas. As taxas cobradas de corretagem na renda fixa já estão extintas e em várias corretoras, para renda variável, também foram zerados ou estão com um valor muito baixo.

Você não tem obrigação nenhuma com seus investimentos

Você não precisa investir todos os meses, não precisa ser sempre o mesmo valor, nem comprar o mesmo título sempre. Não existe nenhuma obrigação nos investimentos. Você investe quando quiser, quanto quiser e compra o ativo que desejar.

Por exemplo: no mês de julho você comprou 1 título do Tesouro IPCA e pagou R$ 39. No mês de agosto, resolveu comprar 3 títulos do Tesouro IPCA e pagou R$ 117. No mês de setembro, pode escolher qualquer outro investimento para comprar, não precisa ser Tesouro IPCA nem algum valor que você já tenha aplicado antes. Isso serve para todos os investimentos, claro, mas precisa respeitar os valores mínimos de cada um.

Você já sabia dessas coisas? Tenho certeza de que vai agora vai começar a investir com muito mais segurança e tranquilidade.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL