PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

Cotações

Bovespa tem 6ª alta seguida e fecha no maior nível em dois meses

Do UOL, em São Paulo

14/08/2013 17h28Atualizada em 20/03/2014 19h34

Bovespa abriu o dia em queda, mas inverteu a tendência e fechou em alta nesta quarta-feira (14). O Ibovespa (principal índice da Bolsa) subiu 0,58%, aos 50.895,92 pontos e teve a sexta alta seguida.

É a maior pontuação da Bolsa desde o dia 10 de junho, quando fechou aos 51.316,65 pontos. No mês, a Bovespa já tem alta de 5,52%; no ano, ainda cai 16,5%.

dólar comercial fechou em alta de 0,62%, a R$ 2,325 na venda nesta quarta. É a primeira vez que a moeda fecha acima de R$ 2,32 em quatro anos e cinco meses.

A maior cotação até então havia sido registrado em 30 de março de 2009, no auge da crise econômica internacional, quando o dólar valia R$ 2,332.

Vencimento de opções movimenta Bolsa

O pregão desta quarta movimentou R$ 27,47 bilhões, o maior volume de negócios desde junho do ano passado.

Contribuiu para esta grande movimentação o vencimento dos contratos de opção sobre o Ibovespa.

Opção sobre ações, ou, neste caso, sobre o Ibovespa, é um tipo de contrato de compra ou venda de ações a um preço pré-determinado. 

Quem aposta que a ação vai ficar mais cara assume posição "comprada", para liquidar o contrato pagando um preço menor pela ação do que o da negociação da Bolsa.

Já quem acredita que o preço da ação vai cair assume posição "vendida" para vender as ações a um preço maior do que o do dia.

Por isso, a Bolsa fica sujeita à ação de alguns investidores, que tentam pressionar os preços atuais para se beneficiarem com o movimento.

Bolsas Internacionais

As ações dos Estados Unidos fecharam em queda, com investidores especulando sobre quando o Federal Reserve, banco central do país, reduzirá suas medidas de estímulos.

O índice Dow Jones recuou 0,73%, para 15.337 pontos. O índice Standard & Poor's 500 teve desvalorização de 0,52%, para 1.685 pontos. A Nasdaq caiu 0,41%, para 3.669 pontos.

As ações europeias subiram, lideradas por ganhos na Bolsa francesa.

O FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,3%, a 1.240 pontos, levando o índice perto do seu nível mais alto desde o final de maio e de volta para próximo do recorde em cinco anos de 1.258 pontos, alcançado em maio.

Operadores afirmaram que os mercados acionários europeus foram impulsionados por dados que mostraram que a Alemanha e a França --as duas maiores economias da zona do euro-- cresceram mais rápido que o esperado no segundo trimestre.

Em Londres, o índice Financial Times caiu 0,37%. Em Frankfurt, o índice DAX avançou 0,27%. Em Paris, o índice CAC-40 teve alta de 0,53%.

As ações japonesas fecharam em alta, mas a maioria das ações asiáticas tiveram baixa depois que dados de vendas dos Estados Unidos reforçaram as expectativas de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, reduzirá seu estímulo em breve.

O índice japonês Nikkei subiu 1,32%. A Bolsa de Hong Kong ficou fechada nesta quarta-feira devido ao tufão Utor. 

As Bolsas em Seul e Cingapura fecharam com alta de 0,57% e 0,14%, respectivamente. Xangai perdeu 0,29%, Taiwan recuou 0,44%, e Sydney fechou praticamente estável, com leve queda de 0,01%.

(Com Reuters)

CLIQUE NA IMAGEM E ENTENDA COMO FUNCIONA O MERCADO DE DÓLAR

Cotações