PUBLICIDADE
IPCA
1,16 Set.2021
Topo

Cotações

Ação da OGX, de Eike Batista, fecha a R$ 0,28, menor valor da história

Fred Prouser/Reuters
Imagem: Fred Prouser/Reuters

Do UOL, em São Paulo

27/09/2013 17h28Atualizada em 27/09/2013 21h14

A ação da petrolífera OGX (OGXP3), de Eike Batista, fechou o pregão desta sexta-feira (27) em queda de 9,68%, cotada a R$ 0,28. É o menor valor já registrado pelo papel da empresa na Bolsa de Valores.

Em outubro de 2010, quando atingiu seu maior patamar, as ações da OGX chegaram a ser avaliados em R$ 23,27. A queda acumulada no período é de 98,8%.

A OGX pode ser a primeira empresa do Ibovespa a quebrar. Rumores de mercado apontam que credores da OGX podem pedir a falência da empresa na próxima semana. Os investidores não têm certeza sobre o pagamento de uma dívida de US$ 45 milhões que vence na próxima terça-feira (1º).

A empresa anunciou que conseguiu adiamento de data de pagamento de debêntures. O pagamento da remuneração foi adiado de 25 de setembro para 25 de março de 2014, segundo nota enviada ao mercado. A OGX disse ainda que o adiamento de pagamento de remuneração de debenturistas afasta hipótese de inadimplência.

JP Morgan avalia ação da OGX em R$ 0,04

Analistas do banco de investimentos JPMorgan rebaixaram neste mês a recomendação para a ação da petroleira OGX de "neutra" para "performance abaixo da média do mercado", equivalente à venda, e avaliam o preço justo da ação em até R$ 0,04.

Os economistas justificaram a análise citando a instabilidade em relação ao futuro da empresa, e criticaram Eike Batista pela relutância em exercer sua obrigação de injetar US$ 1 bilhão na empresa.

"Eu sou o maior perdedor nisso tudo", diz Eike

O empresário Eike Batista concedeu há cerca de dez dias uma entrevista ao "The Wall Street Journal". No primeiro pronunciamento desde o colapso de seu império, Eike criticou executivos da petroleira OGX, que ele costumava chamar de 'dream team': "Eu sou dono de um grande grupo e sozinho, eu não faço nada".

Ele disse, ainda, que os investidores saíram do negócio precocemente, e que simplesmente não teve sorte. "Eu sou o maior perdedor nisso tudo. Eu tentei criar riqueza para todos nós", afirmou Eike ao jornal norte-americano.

Eike Batista não é mais blionário

O empresário Eike Batista não é mais um bilionário, segundo a "Forbes". De acordo com os cálculos da revista, a fortuna atual do empresário é de US$ 900 milhões (cerca de de R$ 2,121 bilhões).

Apesar de a fortuna em reais ser ainda bilionária, o ranking considera o montante em dólares. Sendo assim, Eike está fora da seleta lista dos mais ricos do mundo.

A crise nas empresas do grupo EBX, de propriedade do empresário, fez ele perder US$ 29,1 bilhões em dois anos.

O brasileiro disse que se tornaria o mais rico do mundo até 2015Porém, com a falta de resultados e o pessimismo em relação ao futuro do grupo EBX, o mercado vem castigando as ações dessas empresas na Bolsa de Valores. Consequentemente, a fortuna de Eike vem encolhendo.

(Com agências)

PUBLICIDADE

Cotações