Bolsas

Câmbio

Dólar fecha em alta, a R$ 3,525, após reviravolta no impeachment

Do UOL, em São Paulo

O dólar comercial fechou esta segunda-feira (9) em alta de 0,63%, cotado a R$ 3,525 na venda, após reviravolta no processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Na última sexta-feira (6), a moeda norte-americana havia caído 1,04%. No mês, o dólar acumula alta de 2,47%. No ano, a moeda tem desvalorização de 10,72%.

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), assinou pela manhã decisão anulando a votação do impeachment na Casa, o que, em tese, obrigaria o processo a voltar para a Câmara para ser votado novamente.

A notícia deixou investidores confusos sobre os próximos passos no campo político. O dólar já operava em alta, mas, após a notícia, acelerou quase 5% e chegou a ultrapassar R$ 3,67 na máxima da sessão. Depois, a moeda desacelerou. 

Senado mantém processo

"O dólar caiu recentemente justamente por causa da expectativa pela mudança de governo; com a notícia (da suspensão do processo de impeachment), a reação natural é estressar", disse José Carlos Amado, operador da corretora Spinelli, à agência de notícias Reuters.

À tarde, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), informou que irá manter o cronograma do processo de impeachment por considerar que a decisão de Waldir Maranhão foi "ilegal". A votação no Senado está prevista para acontecer nesta quarta-feira (11). 

Se houvesse adiamento, Dilma ganharia, pelo menos, uma semana a mais no cargo, já que a votação em plenário poderia ficar para a semana que vem. 

Também influenciaram o dólar hoje os receios sobre a desaceleração da economia chinesa. 

Sem atuação do BC

O Banco Central não anunciou nessa sessão leilões de swap cambial reverso, equivalentes à compra futura de dólares. Muitos operadores consideram o patamar de R$ 3,50 como o limite mínimo que a autoridade monetária tenta defender.

O BC atuou no mercado de câmbio no início da semana passada, mas parou desde quarta-feira (4).

Perspectivas do mercado

Economistas consultados pelo Banco Central diminuíram a projeção para o dólar ao final de 2016, segundo Boletim Focus divulgado hoje. A estimativa passou de R$ 3,72 para R$ 3,70.

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos