Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha em queda, puxada por Vale, BB e Itaú; Petrobras sobe

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta quinta-feira (18) em queda de 0,27%, a 59.166,02 pontos. Na véspera, a Bovespa havia subido 0,8% e atingido o maior nível desde 5 de setembro de 2014.

A baixa de hoje foi puxada, principalmente, pelo desempenho negativo das ações da mineradora Vale, do Banco do Brasil e do Itaú Unibanco, que têm grande peso sobre o Ibovespa. A Petrobras, por outro lado, fechou em alta.

Vale perde 1,05%

As ações ordinárias da Vale (VALE3), com direito a voto em assembleia, perderam 1,05%, a R$ 18,92.

As ações preferenciais da Vale (VALE5), que dão prioridade na distribuição de dividendos, tiveram baixa de 0,99%, a R$ 15,96.

Os papéis da empresa foram influenciados negativamente pelos preços do minério de ferro na China, que fecharam praticamente estáveis nesta sessão.

Além disso, a Vale informou que a Justiça manteve uma decisão liminar contra a empresa e sua sócia na mineradora Samarco, a BHP Billiton, após o rompimento de uma barragem de rejeitos em Minas Gerais.

Itaú e BB caem; Bradesco sobe

As ações do Itaú Unibanco (ITUB4) caíram 0,19%, a R$ 36,58, e as ações do Banco do Brasil (BBAS3) se desvalorizaram 0,13%, a R$ 22,73.

No sentido oposto, as ações do Bradesco (BBDC4) subiram 0,27%, a R$ 29,59.

Petrobras avança 1,81%

As ações ordinárias da Petrobras (PETR3) ganharam 1,81%, a R$ 15,18, e as ações preferenciais da Petrobras (PETR4) avançaram 0,94%, a R$ 12,88.

Os papéis tiveram influência da alta dos preços do petróleo no exterior.

Dólar sobe 0,68%, a R$ 3,233

No mercado de câmbio, o dólar comercial fechou em alta de 0,68%, cotado a R$ 3,233 na venda. Foi o sexto avanço seguido da moeda norte-americana, que havia subido 0,55% na véspera.

Nos últimos seis dias, o dólar acumulou valorização de 3,22%, passou de R$ 3,132 em 10 de agosto para R$ 3,233 nesta quinta.

A cotação do dólar foi influenciada pela repercussão da ata do Fed (BC dos EUA) sobre juros e por nova intervenção do BC brasileiro no mercado de câmbio.

Bolsas internacionais

As Bolsas de Valores da Europa fecharam em alta: 

  • Itália: +0,88%
  • Espanha: +0,74%
  • Alemanha: +0,62%
  • Portugal: +0,47%
  • França: +0,44%
  • Inglaterra: +0,14%

Das sete principais Bolsas da Ásia e do Pacífico, quatro tiveram queda, duas fecharam em alta e uma ficou praticamente estável:

  • Hong Kong: +0,98%
  • Coreia do Sul: +0,57%
  • Taiwan: +0,05%
  • China: - 0,17%
  • Cingapura: -0,22%
  • Austrália: -0,49%
  • Japão: -1,55%

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos