Bolsas

Câmbio

Bolsa fecha em alta de 0,63%; Embraer dispara 4,6% e JBS despenca 4%

Do UOL, em São Paulo

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou esta segunda-feira (19) em alta de 0,63%, a 62.014,03 pontos. Na sexta-feira (16), a Bolsa havia caído 0,48%.

As ações da fabricante de aviões Embraer dispararam 4,6%, a R$ 16,13, e tiveram a maior alta do dia. Os Estados Unidos disseram que vão avaliar o avião de ataque A-29 Super Tucano da brasileira, com potencial para se converter em compra de mais de 120 unidades e expectativa por mais encomendas.

Os papéis da mineradora Vale subiram mais de 3%. Ambev, Bradesco e Itaú Unibanco também fecharam em alta. Por outro lado, as ações do Banco do Brasil e da Petrobras caíram mais de 1%. Essas empresas têm grande peso sobre o Ibovespa.

A maior queda do dia foi da JBS, que despencou 4,08%, a R$ 6,35. Em entrevista à revista "Época", Joesley Batista, um dos donos da JBS, disse que o presidente Michel Temer é chefe da "maior e mais perigosa organização criminosa do Brasil" e que ele usa a máquina do governo para retaliá-lo.

Dólar fecha quase estável, a R$ 3,285

dólar comercial fechou praticamente estável, com leve queda de 0,07%, cotado a R$ 3,285 na venda. Na sexta-feira (16), a moeda norte-americana havia subido 0,2%.

Investidores estavam cautelosos após as novas acusações feitas pelo empresário Joesley Batista atingirem o presidente Michel Temer e alimentarem mais incertezas sobre o andamento das reformas, em especial a da Previdência, no Congresso Nacional.

Nesta segunda, a presidente entrou com uma ação criminal por calúnia contra o empresário, após as acusações. Temer também gravou um vídeo em que afirma, sem citar o nome de Joesley Batista, que "criminosos" criaram um roteiro para "justificar seus crimes" e "apontam o dedo para outros, tentando fugir da punição".

(Com Reuters)

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos