PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Cotações

Dólar sobe 1,27% e fecha a R$ 3,885, maior valor em dois meses; Bolsa sobe

Do UOL, em São Paulo

07/03/2019 17h18

dólar comercial fechou em alta de 1,27%, cotado a R$ 3,885 na venda, no quarto avanço seguido. É o maior valor de fechamento em mais de dois meses, desde 27 de dezembro (R$ 3,894).O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou em leve alta de 0,13%, a 94.340,17 pontos, após quatro quedas. 

Magazine Luiza lidera ganhos

Dentre os destaques do dia, lideraram os ganhos as ações da varejista Magazine Luiza (+3,23%).

Também subiram os papéis da mineradora Vale (+1,69%) e dos bancos Itaú Unibanco (+1,38%) e Bradesco (+0,71%). Por outro lado, a Petrobras (-0,88%), a Eletrobras (-5,8%) e o Banco do Brasil (-0,34%) fecharam em queda. Essas empresas têm grande peso no Ibovespa. 

Corte em previsões na zona do euro

O mercado de dólar foi afetado pela decisão do Banco Central Europeu de cortar projeções de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) e de inflação para a zona do euro.

O banco também adiou para o próximo ano a previsão para o aumento dos juros pós-crise e ofereceu aos bancos novas rodadas de empréstimos baratos.

A medida de estímulo já era prevista por agentes financeiros globais, mas os cortes nas projeções foram uma surpresa, levando o euro e rendimentos de títulos do governo a caírem.

Mercado mostra cautela com reforma 

No Brasil, cresce a cautela com relação à reforma da Previdência, em meio à ausência de notícias sobre a matéria, com o mercado monitorando os próximos passos da tramitação, como a instalação das comissões para analisar o tema na Câmara dos Deputados.

Também há preocupação entre investidores de que as recentes publicações controversas do presidente Jair Bolsonaro no Twitter possam dificultar a formação da base aliada no Congresso.

(Com Reuters)

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias

Cotações