Topo

Cotações


Cotações

Dólar sobe 1,63% e fecha a R$ 3,986, maior valor em sete meses; Bolsa cai

Do UOL, em São Paulo

2019-04-24T17:19:31

2019-04-24T17:31:09

24/04/2019 17h19Atualizada em 24/04/2019 17h31

O dólar comercial fechou o dia em alta de 1,63%, cotado a R$ 3,986 na venda. É o maior valor da moeda norte-americana em quase sete meses, desde 1º de outubro do ano passado, antes do primeiro turno das eleições, quando a cotação era de R$ 4,018. É a maior alta diária em quase um mês, desde 27 de março (2,27%).

O Ibovespa, principal índice da Bolsa brasileira, fechou o dia em queda de 0,92%, a 95.045,43 pontos, após três altas seguidas.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial. Para turistas, o valor sempre é maior.

Previdência segue para comissão especial

Ontem, a reforma da Previdência foi aprovada em sua primeira etapa no Congresso, a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça). A comissão tinha a função de dizer se o projeto apresentado pelo governo respeita ou não a Constituição. A aprovação só ocorreu depois de um acordo do governo com partidos da base aliada e do chamado Centrão, que levou à retirada de alguns pontos do texto original.

A reforma segue agora para a comissão especial da Câmara, que deve analisar o conteúdo das propostas e fazer eventuais alterações. A comissão foi criada nesta quarta pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), mas só deve ser instalada na próxima semana, depois que forem definidos os membros.

Investidores avaliam que a tramitação na CCJ se prolongou mais que esperado e que o governo não deve encontrar vida fácil na comissão especial, diante de uma oposição ferrenha e da necessidade de apoio do Centrão.

"Não tem motivos para comemoração, é só o primeiro passo. O que vai 'pegar' é a comissão especial, onde a batalha vai ser muito mais dura", disse o economista da Tendências Consultoria Silvio Campos Neto.

Emprego com carteira assinada cai

Dados negativos sobre o mercado de trabalho, divulgados pela manhã, também afetaram o mercado.

O Brasil fechou 43.196 vagas de emprego com carteira assinada em março, o pior saldo para o mês em dois anos. O resultado, que contrariou expectativas, foi puxado pelo desempenho fraco do comércio, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

BC faz leilão

O BC vendeu o lote integral de 5.350 contratos de swap cambial tradicional, correspondentes à venda futura de dólares, ofertados hoje em operação de rolagem do vencimento em maio. Em 17 leilões neste mês, o BC já vendeu US$ 4,548 bilhões nesses contratos. O lote a expirar em 2 de maio é de US$ 5,343 bilhões de dólares.

O BC informou que começará em 2 de maio a rolagem integral dos 201.785 contratos de swap cambial tradicional com vencimento em 1º de julho de 2019.

Entenda como funciona o câmbio do dólar

UOL Notícias

Mais Cotações