IPCA
0,83 Abr.2024
Topo

Dólar e Bolsa sobem após Haddad negar mudança na meta da inflação

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL*, em São Paulo

15/02/2023 17h22Atualizada em 15/02/2023 18h36

O dólar comercial encerrou a sessão de hoje em alta de 0,41%, cotado a R$ 5,22.

Já o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores brasileira (B3), fechou em alta de 1,62%, aos 109.600,14 pontos.

O mercado aguardava o pronunciamento de Fernando Haddad, ministro da Fazenda, hoje e ainda repercutia as afirmações dadas por ele ontem. Na véspera, o ministro disse que a meta de inflação não está na pauta da reunião do CMN (Conselho Monetário Nacional).

Antes, na semana, declaração do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, contra eventual flexibilização dos objetivos de inflação do Brasil, havia gerado uma reação momentânea positiva no câmbio local.

Hoje, o ministro da Fazenda disse que a proposta para uma nova âncora fiscal será apresentada no mês que vem, antes do prazo final estabelecido pelo Congresso Nacional, que é em agosto.

Em evento promovido pelo banco BTG Pactual, Haddad afirmou que o texto seria apresentado em abril para tramitar junto à LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) no Congresso. Porém, uma conversa com a ministra Simone Tebet e com o vice-presidente Geraldo Alckmin —das pastas do Planejamento e Desenvolvimento, respectivamente— fez com que o projeto fosse adiantado.

(Com Reuters)