Conteúdo publicado há 1 mês

Dólar vai a R$ 5,077 após dados de inflação nos EUA e no Brasil; Bolsa cai

O dólar fechou em alta de 1,41%, cotado a R$ 5,077, nesta quarta-feira (10), após a divulgação dos dados de inflação nos Estados Unidos e no Brasil.

Já o Ibovespa fechou com queda de 1,41%, aos 128.053,74 pontos. É a maior queda diária desde o dia 16 de janeiro, quando o principal índice da B3 recuou 1,69%.

O valor do dólar divulgado diariamente pela imprensa, inclusive o UOL, refere-se ao dólar comercial (saiba mais clicando aqui). Para quem vai viajar e precisa comprar moeda em corretoras de câmbio, a referência é o dólar turismo, e o valor é bem mais alto.

O que aconteceu

Mercado reagiu a dados de inflação mais altos do que o esperado nos Estados Unidos. Os resultados, divulgados nesta quarta-feira (10), elevaram o pessimismo sobre o espaço que o Fed (Federal Reserve; banco central dos EUA) terá para cortar juros este ano.

Índice de preços ao consumidor nos EUA aumentou 0,4% no mês passado. O índice avançou pela mesma margem em fevereiro, informou o Departamento do Trabalho. Nos 12 meses até março, o índice aumentou 3,5%. Economistas consultados pela Reuters previam que o índice subiria 0,3% no mês e 3,4% na base anual.

Membro do mercado repercutiu os dados externos. "Volta esse questionamento: será que vamos ter corte em junho ou [o Fed] vai postergar isso para julho ou para uma próxima reunião? Foi uma virada bem forte do mercado, negativa, depois da divulgação das inflações americanas", disse Lucca Ramos, sócio da One Investimentos.

Quanto menos o Federal Reserve cortar os juros este ano, melhor para o dólar, que se torna mais atraente para investidores estrangeiros quando os rendimentos oferecidos pelo mercado norte-americano — já interessante por ser extremamente seguro — ficam mais altos.

Já o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), indicador oficial da inflação no Brasil, ficou em 0,16% em março. Dados divulgados nesta quarta pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostraram que a inflação desacelerou no mês passado após ter ficado em 0,83% em fevereiro.

Continua após a publicidade

Nos últimos 12 meses até março, a inflação brasileira está acumulada em 3,93%. O índice é menor do que o registrado em fevereiro, de 4,50%. Já de janeiro até março, a inflação acumulada está em 1,42%. O índice é maior do que o registrado em fevereiro, de 1,25%.

(Com Reuters)

Deixe seu comentário

Só para assinantes