PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Empreendedorismo

Terceirização de impressora 3D rende dinheiro extra a empresas

Pichi Chuang/Reuters
Imagem: Pichi Chuang/Reuters

Andréia Martins

Do UOL, em São Paulo

14/01/2015 06h00

Quando a Biokyra, escritório de engenharia de Florianópolis (SC), adquiriu uma impressora 3D importada, não imaginava que o equipamento renderia um dinheiro extra.

A empresa especializada em dispositivos médicos como endopróteses investiu no equipamento para produzir seus protótipos de forma mais rápida. Mas empresas parceiras souberam da compra e começaram a solicitar a impressão de protótipos, afirma o engenheiro e sócio da Biokyra, Charles Facchini, 39.

“Compramos pela redução do tempo. Projetos que levavam dois meses para serem feitos, com a impressora 3D, passaram a levar duas semanas. Mas, como a máquina não era usada o tempo todo, decidimos atender aos pedidos externos também”, diz.

O investimento na compra do equipamento foi próximo do valor cobrado pelas fabricantes nacionais (em torno de R$ 4.500), segundo Facchini. O serviço de impressão custa de R$ 50 a R$ 2.000, dependendo do tamanho, peso e complexidade do que será impresso. De acordo com o empresário, são feitos de dois a três serviços por mês, principalmente para arquitetos, médicos e designers.

Facchini diz atender a pedidos curiosos, como o de reproduzir uma alavanca de janela que havia quebrado e a cliente não conseguia achar um modelo parecido. No escritório, a peça foi reconstruída e impressa para ser usada.

Para essa nova frente de serviço, a empresa decidiu criar outro nome, bk3D. Embora a nova atividade não tenha provocado grande impacto no orçamento do escritório, Facchini afirma que há potencial no mercado.

“Para usar a impressora 3D é preciso ter conhecimento de softwares de modelagem que criam desenhos em três dimensões, como o AutoCAD e o Google Sketchup. Sem conhecer esses programas, você não faz nada”, declara.

Contratar serviço de impressão pode ser alternativa

Para quem tem interesse em imprimir alguma peça, mas não quer se comprometer com a compra de uma impressora 3D, procurar empresas que trabalham apenas com modelagem e impressão terceirizada pode ser uma alternativa.

“Hoje faltam profissionais que saibam fazer modelagem, por isso terceirizar o serviço é uma opção”, diz o coordenador de engenharia da computação do Insper, Luciano Soares.

É o caso da Imprima3D, de São Paulo, e da imp3D, do Rio de Janeiro. Ambas atuam na impressão tridimensional e atendem a pedidos de escritórios de arquitetura, designers, engenheiros, médicos, pessoas que buscam peças para maquetes e oficinas de carro.

Lucas Cordeiro, sócio da imp3D, aponta que adquirir uma impressora 3D é muito útil se você atua em áreas como engenharia, mecânica e arquitetura. “Uma agência de publicidade talvez não tenha essa necessidade, então, o custo-benefício de comprar uma máquina tem de ser bem calculado”, diz.

Empreendedorismo