Bolsas

Câmbio

Cake boss é garoto-propaganda de máquina brasileira de coxinha e brigadeiro

Márcia Rodrigues

Colaboração para o UOL, em São Paulo

De olho no mercado norte-americano, a Bralyx, empresa que fabrica máquinas para a produção de doces e salgados, contratou o cake boss Buddy Valastro como garoto-propaganda da marca. As máquinas produzem itens como coxinhas e brigadeiros.

Desde outubro, o confeiteiro vem usando os equipamentos da companhia para produzir os cupcakes, cookies, biscoitos, macarons e outros doces da sua padaria Carlos's Bakery, nos Estados Unidos. Sua foto também está estampada em todo o material publicitário da empresa.

O valor do contrato, que vai durar dois anos e pode ser prorrogado, não foi revelado.

Valastro é o protagonista da série "Cake Boss", no canal Discovery Home & Health, e apresenta o reality show "A Batalha dos Confeiteiros", na TV Record.

"O mercado norte-americano é muito fechado e não aceita qualquer marca. Depois de tirarmos todas as certificações exigidas para iniciar as operações nos Estados Unidos, resolvemos usar a imagem do Buddy Valastro, que já é consolidada no país, para apresentar a Bralyx", diz Gilberto Poleto, dono da Bralyx.

Marca presente em 65 países

A companhia foi criada há 22 anos, em São Paulo, e, atualmente, tem máquinas instaladas em 65 países da Europa, Oriente Médio, Ásia, América Latina e América do Sul. Entre eles, Inglaterra, Itália, Espanha, Portugal, Turquia, México, Índia, Arábia Saudita, Emirados Árabes e Argentina. No Brasil, ela está em todos os Estados.

No ano passado, a empresa faturou R$ 50 milhões, sendo 30% desse total (R$ 15 milhões) oriundos da exportação. Para este ano, a empresa estima uma queda de 10% nesse resultado por causa da crise econômica, que desaqueceu o mercado interno. "A queda não foi maior porque as exportações seguraram o faturamento."

19 mil coxinhas e 3.000 brigadeiros por hora

Poleto afirma que, em três anos, as exportações devem representar a maior fatia do faturamento da empresa, impulsionadas pelo mercado norte-americano, que deverá ser o mais ativo. "Não conseguimos mensurar, ainda, o quanto a imagem do Buddy Valastro poderá nos ajudar."

A Bralyx fabrica três linhas de equipamentos:  Drop Top, Maxiform e Tubo, que juntas englobam 19 máquinas que produzem doces e salgados. O preço dos equipamentos vai de R$ 18 mil a R$ 100 mil, dependendo da capacidade e do que for produzido.

Com os equipamentos é possível produzir, por hora, de 2.000 a 19 mil coxinhas de até 30g; 8.000 cookies recheados; 800 cupcakes; de 6.000 a 8.000 biscoitos de 6g  e 3.000 brigadeiros.

Poleto afirma que cada máquina pode ser adaptada para produzir doces e salgados típicos de outros países.

Norte-americanos desconfiam de marcas que não conhecem 

Para Fabiano Nagamatsu, consultor do Sebrae-SP (Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo), a empresa criou uma boa estratégia para conquistar o mercado norte-americano.

"Os americanos são desconfiados e não são muito receptivos para testar marcas que não conhecem. Ligar a sua marca a alguém que tem uma imagem forte e respeitada é uma boa estratégia para conquistar as empresas."

Oferecer um bom suporte técnico é o grande desafio

Nagamatsu também afirma que não basta usar uma imagem forte para ganhar mercado, e que é preciso transmitir confiança e bom planejamento de negócio.

"A empresa precisa provar para seus futuros clientes que vai oferecer todo o suporte técnico que eles precisarem, e na hora que precisarem."

Onde encontrar:

Bralyx -  http://bralyx.com/pt
 

Cake Boss manda participante 'calar a boca' e bate recorde de audiência

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos