Bolsas

Câmbio

Quer pagar metade? Frutas feias, mas saudáveis são vendidas por 47% menos

Fernanda Carpegiani

Colaboração para o UOL, em São Paulo

A empresa Fruta Imperfeita, em São Paulo, oferece o seguinte serviço: você pode assinar e receber em casa frutas e legumes saudáveis pela metade do preço. Só há um detalhe: eles não têm a aparência de alimentos "normais".

Alguns são muito grandes ou bem pequenos (como cenouras do tamanho de um braço e melões que cabem na mão) e até com deformações (como abacaxis com três coroas e laranjas com manchas e alterações de cor).

LEIA MAIS

Preços mais baixos

Estão disponíveis cestas avulsas e por pacotes mensais. Uma cesta com 10 a 12 tipos de fruta e legume custa R$ 40. Isso é 47% menos que uma cesta com frutas normais vendida por outra empresa, a Horta na Cesta, que custa R$ 74,90 com 12 a 15 variedades (não há um pacote exatamente igual nas duas empresas para comparação).

Feias, mas com vitaminas

O mercado rejeita as frutas e os legumes pelo aspecto, mas as vitaminas e outras propriedades estão mantidas, segundo o empresário Roberto Fumio Matsuda, 33, fundador da Fruta Imperfeita, em 2015. Em 2016, o faturamento foi de R$ 450 mil. O lucro não foi informado.

Segundo ele, em dois anos, a empresa vendeu 270 toneladas de alimentos com aparência imperfeita, e o número de entregas por semana aumentou 700%: de cem cestas por semana em novembro de 2015 para 800 em agosto de 2017, em média. Matsuda diz que pretende chegar a 2.500 cestas por semana dentro de seis a oito meses.

Para o empresário, a iniciativa de comercializar frutas "feias" ajuda a combater o desperdício de alimentos. Dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), apontam que 29 milhões de toneladas de frutas e legumes são descartadas por ano no Brasil, e uma das principais causas é a imperfeição estética.

Sem investimento inicial, Matsuda começou o negócio em sua casa e usava um carro próprio para fazer as entregas. O retorno veio um ano depois.

Ideia surgiu na pós-graduação

O impulso para criar a Fruta Imperfeita, diz Matsuda, veio durante a pós-graduação em Gestão de Negócios com foco em Sustentabilidade em 2015.

"Conheci cases bacanas de empresas que pensavam em toda a cadeia, em como desenvolver os fornecedores e os parceiros. Eram negócios com um propósito maior do que simplesmente vender", relata.

Pensando em aplicar a lógica ao segmento alimentício, Matsuda diz ter procurado pequenos produtores rurais para entender as dificuldades do início da cadeia e descobriu que uma parte da produção era desprezada por não atingir o padrão do mercado.

Os produtores tinham um preço de venda tão baixo para esses produtos que o gasto com transporte não compensava. Eram alimentos perfeitos para consumo, mas com imperfeições de forma e tamanho

A empresa conta com 20 produtores rurais parceiros, e o conceito de cestas sem a possibilidade de escolha foi inspirado, diz Matsuda, em exemplos como o Fruta Feia, em Portugal.

Com demanda grande, logística é maior desafio

A identificação de um nicho com apelo ecológico e humanitário é uma grande vantagem da entrega em domicílio de alimentos imperfeitos, diz Adriano Campos, consultor do Sebrae-SP.

Por outro lado, a logística é um ponto sensível. "É preciso ter agilidade para manejar os produtos, já que o descarte acontece rapidamente", diz. Ele afirma ainda que a falta de planejamento pode ser um fator de colapso para a empresa.

Onde encontrar:

Fruta Imperfeita - http://frutaimperfeita.com.br

Como reduzir a contaminação por agrotóxicos no dia a dia

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos