Bolsas

Câmbio

Crise faz brasileiros ganharem o dobro com agência de intercâmbio no Canadá

Colaboração para o UOL, em Vancouver (Canadá)

  • Divulgação

    Renato Feldmann dono da agência One Immigration, no Canadá

    Renato Feldmann dono da agência One Immigration, no Canadá

Alguns brasileiros não podem reclamar da crise no país, e até faturam com ela. É o caso de duas agências de intercâmbio fundadas por brasileiros em Vancouver (Canadá), a One Immigration e a 3RA.

Para fugir de problemas econômicos muita gente procura oportunidades no exterior, e o Canadá é um dos países favoritos. De acordo com o governo canadense, 8.495 brasileiros foram morar lá entre 2011 e 2016.

O faturamento da empresa dobrou em 2017. Com a crise, muitas pessoas estão insatisfeitas, e uma das maneiras de imigrar é por meio da educação.

Renato Feldmann, 31, mineiro e dono da One Immigration

Leia também:

Junto com a mulher, Olga Picalau,30, Feldmann administra a One Immigration, fundada em 2013. Além de vender pacote de estudos, também oferece consultoria para quem estiver interessado em imigrar para o pais vizinho dos Estados Unidos assim como da suporte na tramitação do processo. Ele não divulga investimento inicial, faturamento nem lucro.

Feldmann chegou a Vancouver em 2010, após morar seis anos fora do Brasil - um na Itália e cinco nos Estados Unidos. Ao se mudar para o Canadá, trabalhou como chef de cozinha. Depois mudou para o ramo de intercâmbio. 

Parcerias com universidades permitem estudar e trabalhar

No passado, os cursos de inglês eram os mais requisitados porque o governo canadense permitia que um aluno trabalhasse durante o período de estudos. Porém, em 2014, houve a mudança na lei e hoje apenas pessoas que fazem um college (instituições focadas em cursos mais técnicos e práticos e que preparam os estudantes para o mercado de trabalho), universidades e pós-graduação adquirem o direito de trabalhar 20 horas por semana.

A One Immigration tem parceria com 63 instituições de ensino canadenses, como Douglas College, em Vancouver, George Brown College, em Toronto, e Le Cordon Bleu, em Ottawa.

Os preços dos pacotes variam de US$ 500 a US$ 40 mil, de acordo com a instituição e a duração do curso. A empresa não revela o número de pacotes vendidos.

Empresa promovia festas para estudantes em Vancouver

Aberta em 2009, a 3RA promoveu festas direcionadas a estudantes de intercâmbio em Vancouver, durante três anos. A empresa foi fundada pelo mineiro de Uberlândia Albert Abrantes, 34, que veio com a família para o Canadá em 1992, e pelo carioca Francisco Zarro, 39, que chegou ao país em 2003 com o objetivo de fazer um curso de piloto de avião.

Divulgação
Francisco Zarro (à esq.) e Albert Abrantes, donos da agência 3RA, no Canadá

Depois Zarro resolveu ser empreendedor e, com o amigo Albert, apostou no entretenimento direcionado aos alunos de escolas de inglês. Com o sucesso dos eventos e os contatos que a empresa fez com as escolas, eles decidiram ampliar o nicho de atuação. Investiram cerca de 10 mil dólares canadenses e passaram a comercializar, em 2012, pacotes de estudo.

Hoje são cerca de 70 instituições conveniadas, como Capilano University, British Columbia Institute of Technology e Vancouver Island University. Os pacotes custam de US$ 1.000 a US$ 40 mil, conforme a instituição e a duração.

No ano passado, a 3RA vendeu 1.200 pacotes, um crescimento de 20% em comparação com o ano anterior. O faturamento e o lucro não foram divulgados.

O mercado está em crescimento. Quanto maior a crise no Brasil, mais pessoas querem sair do país.

Francisco Zarro, sócio da agência de intercâmbio 3RA

A 3RA divide o escritório com a Immi Canadá, fundada por Celina Hui, a mulher de Zarro. A empresa cuida dos vistos dos estudantes, assim como do processo de imigração quem quer se tornar um residente permanente.

Além da sede em Vancouver, a 3RA mantém uma agência em Toronto. No Brasil, a empresa tem três franquias (Belo Horizonte, Campinas e São Paulo) e uma filial (Rio de Janeiro) e ao todo emprega 45 funcionários. Para 2018, a meta da empresa é ampliar o modelo de franquias com a abertura de mais cinco unidades. As cidades ainda não foram definidas.

Veja os dados da franquia, fornecidos pela empresa:

  • Investimento inicial:  R$ 80 mil a R$ 200 mil
  • Faturamento médio mensal: Não divulgado
  • Lucro médio mensal: Não divulgado
  • Retorno do investimento: Em até 18 meses

Especialistas aconselham a conhecer bem o mercado

Para Paulo de Castro Reis, diretor de Relações Institucionais da Câmara de Comércio Brasil-Canadá, embora o mercado de agências de intercâmbio esteja em expansão, é preciso analisar bem o segmento.

"O Canadá é muito receptivo para imigrantes que querem abrir um negócio, mas, assim como qualquer outro mercado, não perdoa quem não se planeja direito", afirma.

A entidade oferece aos associados serviços de pesquisa de mercado, auxílio na divulgação do produto e na busca de parceiros. 

Onde encontrar:

3RA Intercâmbio – https://3raintercambio.com
One Immigration – www.oneimmigration.ca
Câmara de Comércio Brasil-Canadá – www.ccbc.org.br

(Reportagem: Diogo d'Avila; edição: Armando Pereira Filho)

Intercâmbio cultural é opção de estudo nas férias

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos