Bolsas

Câmbio

Caranguejo do Alasca, a R$ 299/kg, aumenta em 30% vendas de restaurante

Aline Torres

Colaboração para o UOL, em Florianópolis (SC)

Um caranguejo gigante trazido do Alasca tem sido o diferencial de um restaurante em Balneário Camboriú (SC). O gerente do Pharol Porto Cabral, José Everaldo Caetano, 31, diz que as vendas mensais aumentaram 30% graças à iguaria.

O King Crab, como é chamado o caranguejo, tem coloração avermelhada, chega a pesar três quilos e suas patas podem alcançar um metro de comprimento.

Leia também:

O crustáceo é servido como aperitivo. Ele é cozido com sal por cerca de meia hora e acompanha três tipos de molhos: vinagrete, alcaparras na manteiga e nozes no azeite.

Prato para seis chega a custar R$ 600

O preço do prato varia de acordo com o peso. O quilo do King Crab custa R$ 299 no Pharol Porto Cabral. Antes dos clientes confirmarem o pedido, o preço é informado. A média é R$ 600 e pode ser consumido por até seis pessoas.

"O King Crab não lembra em nada o caranguejo brasileiro. É um aperitivo  de sabor inigualável, semelhante à lagosta. O cozimento garante a maciez da casca, por isso não se usa o martelinho", explica Caetano.

Restaurante é flutuante

O gerente diz que o restaurante é o único no município de 108 mil habitantes (conforme o IBGE 2010), que serve o crustáceo. Outro diferencial é que o restaurante é o único flutuante de Balneário Camboriú. Ele fica atracado permanentemente na Barra Sul e funciona praticamente como um barco, balançando levemente conforme as ondas do mar.  O acesso dos clientes pode ser a pé, por meio de um trapiche ou de barco.

A casa existe há seis anos. Abre de terça a domingo das 11h até a 1h. É especializada em frutos do mar e, à noite, também funciona como um sushi bar. O investimento inicial, faturamento e lucro do negócio não foram informados.

Caetano conta que desde o início da temporada de verão (em 15 de novembro de 2017), as vendas no restaurante aumentaram 30% ao mês com a procura pelo King Crab.

"As vendas na temporada sempre aumentam. Mas, uma parte expressiva desse aumento se deve ao King Crab. Vendemos uns 35 pratos por mês", conta. O lucro de cada prato é de 50%.

Inovação precisa ser constante

Ter uma boa ideia não garante sucesso eterno. É o que explica o gestor de projetos do Sebrae, Celso Orlado Pirmann.

"Os diferenciais competitivos copiados ou criados, independentemente de que maneira apareceram no mercado, não são permanentes. A estratégia é pensar no próximo passo. Não basta ser empresário, precisa ser empreendedor", diz.

Para ele, as vantagens do restaurante são a localização, em um dos pontos turísticos de Balneário Camboriú, e o caranguejo. Mas, justamente o King Crab pode exigir mudanças de gestão. O especialista diz que o crustáceo ter atraído uma clientela disposta a pagar mais, porém mais exigente.

"Para atender as expectativas desse público, é preciso manter um programa de treinamento dos funcionários, por exemplo".

Pirmann também acha relevante um posicionamento referente às mídias sociais e à interação com os clientes.

Onde encontrar:

Pharol Porto Cabral - https://www.facebook.com/flutuantebc/

Polvo captura caranguejo na Austrália e vira sucesso na internet

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos