IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Empreendedorismo


Franquias faturam R$ 41,5 bilhões no 1º trimestre, alta de 7%, aponta ABF

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

2019-05-15T15:19:00

15/05/2019 15h19

O setor de franquias cresceu 7% no 1º trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado, com o faturamento passando de R$ 38,8 bilhões para R$ 41,5 bilhões. No acumulado em 12 meses até março, a alta no faturamento foi de 7,5%, subindo de R$ 165,2 bilhões para R$ 177,5 bilhões.

Os dados foram divulgados hoje pela ABF (Associação Brasileira de Franchising), em sua pesquisa trimestral que abrange associados e não associados.

Para André Friedheim, presidente da ABF, o crescimento do setor reflete os ajustes realizados pelas redes nos últimos três anos. Segundo ele, o setor buscou por mais eficiência, desenvolveu modelos de negócio mais enxutos e diversificou seus canais de venda, linha de produtos e consumidores.

Quase 157 mil unidades de franquias

A pesquisa trimestral da ABF apontou, ainda, que houve mais lojas abertas que fechadas no 1º trimestre de 2019, resultando num saldo foi positivo de 2,5%. Hoje, há 156,7 mil unidades de franquias no país.

Nos primeiros três meses do ano, o setor de franchising gerou 37.699 empregos novos (2,05%) em relação ao final de 2018. Segundo a ABF, o franchising brasileiro responde por 2,4% do PIB (Produto Interno Bruto) e emprega diretamente mais de 1,3 milhão de pessoas.

Segmentos em alta

Veja os segmentos que mais cresceram em faturamento no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado:

  • Casa e construção: 12,9%
  • Serviços automotivos: 12,7%
  • Comunicação, informática e eletrônicos: 9,7%
  • Serviços e outros negócios: 9,6%
  • Saúde, beleza e bem-estar: 9,2%
  • Serviços educacionais: 8,1%

Aumento do e-commerce como canal de venda

Segundo o estudo, 61,1% das franquias disseram usar o e-commerce como canal de vendas, contra 42,3% em 2018.

O formato de participação dos franqueados predominante no e-commerce é o de comissão sobre as vendas (79,2%), seguido de loja virtual do franqueado (9,1%) e app de delivery (7,2%).

Localização e modelo de negócio

De acordo com a pesquisa, cresceu a participação de franquias quem têm ponto de venda em shopping centers: passou de 21,5%, em 2018, para 24,9%, neste ano. Também houve crescimento em home office: de 4,9% para 6,7%. Por outro lado, o número de lojas de rua recuou: de 65,2%, em 2018, para 61,3%, neste ano.

Entre os modelos de negócio, os quiosques tiveram aumento: passaram de 6,5% para 8,6% na comparação anual. O formato de loja caiu de 87,7% para 80,6%.

51,5% dos empreendedores brasileiros são mulheres

Band Notí­cias

Mais Empreendedorismo