PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Empreendedorismo

Busca por franquias baratas dispara; veja opções de R$ 5.500 a R$ 90 mil

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/11/2020 04h00

Durante a pandemia, cresceu a procura por um segmento de negócios: o de microfranquias ou franquias baratas. Houve casos, como o do RapidãoApp, aplicativo de delivery, em que as vendas aumentaram 400% de março a outubro, em relação ao período de novembro de 2019 (início das atividades da empresa) a fevereiro.

O UOL ouviu empresas que relataram aumento na venda de microfranquias ou tiveram que adaptar esse modelo de negócio durante a pandemia, como a Multysat, rede de monitoramento de veículos. Veja mais abaixo opções de negócio com investimento inicial de R$ 5.500 a R$ 90 mil.

Para Adriana Auriemo, diretora de microfranquias da ABF, os principais perfis dos que compraram franquia na pandemia são profissionais que perderam o emprego e, com o dinheiro da rescisão, decidem investir e pequenos empresários que aproveitam a queda dos preços dos aluguéis e a baixa dos juros para abrir novas frentes. Há ainda, mas em menor número, franqueados que decidiram expandir suas operações e investidores em busca de diversificação nos negócios.

Cuidados ao comprar franquias baratas

Mas atenção: antes de comprar franquia de qualquer tamanho, veja algumas recomendações de especialistas, como não investir todo o seu dinheiro no negócio e ler atentamente a Circular de Oferta de Franquia (COF).

Outro alerta é tomar cuidado com franquias baratas. Para especialistas, um risco comum que se corre ao comprar negócios de baixo valor é o franqueado se tornar, na prática, um vendedor dos produtos da franqueadora, e ainda pagar taxas altas para isso. Também é preciso se preparar para gerenciar o seu próprio negócio, como estudar sempre e manter-se atualizado.

Confira 12 opções de microfranquias. Os dados foram fornecidos pelas empresas.

1) Marketing Bag

A rede, que nasceu em meio à pandemia, vende publicidade em saco de pão ecológico. Criada neste ano em Jundiaí (SP), a empresa tem 11 unidades em operação (todas home based). Na prática, o franqueado faz parcerias com padarias da sua área de atuação e prospecção de anunciantes.

Raio-X

  • Investimento inicial: R$ 5.500 (inclui taxa de franquia, taxa de instalação e capital de giro)
  • Royalties: R$ 464 por mês
  • Faturamento médio mensal: R$ 13.640
  • Lucro médio mensal: R$ 5.450
  • Prazo de retorno: de 1 a 4 meses
  • Site: www.mktbag.com.br

2) Mr. Fit

A rede de alimentação saudável já tinha o home based (microfranquia) como modelo de negócio. De março a outubro, foram vendidas 190 unidades, sendo 186 microfranquias --um aumento de 100% nas vendas deste modelo, em relação ao mesmo período do ano passado. Na prática, o franqueado vende marmitas congeladas da marca. Criada em Paulínia (SP), em 2013, a rede tem 376 unidades em operação, entre lojas físicas e home based.

Raio-X

  • Investimento inicial (home based): R$ 6.250 (inclui taxa de franquia, freezer adesivado e cem refeições iniciais)
  • Royalties: isento
  • Faturamento médio mensal: de R$ 2.000 a R$ 12 mil
  • Lucro médio mensal: de 30% a 40%
  • Prazo de retorno: de 4 a 12 meses
  • Site: http://mrfitfranquias.com.br

3) Multysat

A rede teve que formatar a microfranquia como modelo de negócio no início da pandemia para se adaptar à crise. De março a outubro, vendeu oito microfranquias. Criada em 2019 em Vila Velha (ES), a Multysat é especializada em monitoramento de veículos, frotas e cargas via GPRS e GSM. Na prática, o franqueado comercializa plano de assinatura de monitoramento veicular em sua área de atuação.

Raio-X

  • Investimento inicial: de R$ 12,8 mil (home) a R$ 87,5 mil (loja). Inclui taxa de franquia, capital de giro e portfólio de produtos e serviços
  • Royalties: Isento
  • Faturamento médio mensal: de R$ 163 mil (home) a R$ 200 mil (loja)
  • Lucro médio mensal: de 10% a 20%
  • Prazo de retorno: de 4 a 6 meses
  • Site: https://www.multysat.com.br

4) Conserta Express

É uma rede de franquias de serviços e reparos (como pintura e elétrica) em residências e empresas. Durante a pandemia, a empresa vendeu 20 microfranquias (home based), um crescimento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado. Já estão em operação. Na prática, o franqueado atua na administração do negócio ou executando os serviços. Criada em Campinas (SP), em 2007, a empresa tem 51 unidades.

Raio-X

  • Investimento inicial (home based): de R$ 13,5 mil (inclui taxa de franquia).
  • Royalties: de R$ 990 e R$ 1.405 por mês (variação depende do tamanho da cidade)
  • Faturamento médio mensal: de R$ 6.000 a R$ 14 mil
  • Lucro médio mensal: de 25% a 45%
  • Prazo de retorno: de 6 a 12 meses
  • Site: https://www.consertaexpress.com.br

5) É Seguro

A rede, que vende seguros, consórcios e planos de saúde, entre outros serviços, comercializou 40 novas unidades de microfranquia (entre home based e loja física), de março até outubro —aumento de 20% em relação ao mesmo período de 2019. Criada em Umuarama (PR), em 2017, a rede tem 220 unidades em operação. Na prática, o franqueado faz a parte comercial junto ao cliente (prospecção, venda e pós-venda).

Raio-X

  • Investimento inicial: a partir de R$ 15,9 mil (home based) e R$ 29,9 mil (loja física)
  • Royalties: de 10% a 25% sobre o faturamento por mês
  • Faturamento médio mensal: R$ 120 mil (home based, após o sétimo mês) e R$ R$ 180 mil (loja física)
  • Lucro médio mensal: de 15% a 20%
  • Prazo de retorno: de 6 a 12 meses
  • Site: https://grupoeseguro.com

6) RapidãoApp

É um aplicativo de delivery de vários segmentos dentro da plataforma e foi formatado para atender pequenas e médias cidades. A rede tem apenas este modelo de negócio (home based) e, durante a pandemia, comercializou 248 unidades de março a outubro —aumento de 400% em relação ao período de novembro de 2019 (início das atividades da empresa) a fevereiro. As novas unidades ainda estão em implantação.

O RapidãoApp foi criado em 2019, em São José do Rio Preto (SP). Hoje, 62 unidades estão em operação. Na prática, o franqueado faz a prospecção de clientes para a plataforma.

Raio-X

  • Investimento inicial: a partir de R$ 19.650 (incluir taxa de franquia, taxa de instalação e capital de giro)
  • Royalties: 30% do faturamento por mês
  • Faturamento médio mensal: R$ 12 mil
  • Lucro médio mensal: R$ 5.500
  • Prazo de retorno: de 6 a 12 meses
  • Site: www.apprapidao.com.br

7) Solarprime

A rede de franquia de energia solar fotovoltaica já tinha o home based (microfranquia) como modelo de negócio. De março até outubro, vendeu 78 novas microfranquias (já em operação) —aumento de 40% no número total de unidades. Criada em Passos (MG), em 2014, a rede tem 270 unidades em operação. Na prática, o franqueado é responsável por vender e instalar o sistema de energia renovável, com apoio da engenharia da empresa.

Raio-X

  • Investimento inicial (home based): R$ 32 mil (inclui taxa de franquia, taxa de instalação e capital de giro)
  • Royalties: 5% sobre o faturamento por mês
  • Faturamento médio mensal: R$ 110 mil
  • Lucro médio mensal: 15%
  • Prazo de retorno: de 3 a 12 meses
  • Site: solarprime.com.br

8) e-Lav Lavanderia

De março a outubro, a rede eLav Lavanderia comercializou 21 novas microfranquias (lojas físicas), um aumentou nas vendas de 80%, em relação ao período de outubro de 2019 (início das atividades da empresa) a fevereiro. Criada há cinco anos em Varginha (MG), a empresa entrou para o franchising em 2019. Tem oito unidades em operação.

Raio-X

  • Investimento inicial: de R$ 49 mil a R$ 59 mil (inclui taxa de franquia, taxa de instalação e capital de giro). O valor pode variar de cidade para cidade.
  • Royalties: R$ 900 por mês
  • Faturamento médio mensal: R$ 30 mil
  • Lucro médio mensal: R$ 8.000
  • Prazo de retorno: de 12 a 18 meses
  • Site: https://www.elavlavanderia.com.br

9) Park Idiomas

A empresa, rede de escolas de inglês e espanhol, não tinha microfranquia e, por conta da pandemia, teve que formatar o home based como modelo de negócio, para se adaptar a essa crise. A modalidade Park Fit foi lançada em agosto e tem uma unidade vendida, ainda em implantação. Na prática, o franqueado é o professor e faz toda a gestão do negócio e prospecção de clientes. Criada em Uberlândia (MG), em 1996, a rede tem 73 unidades em operação, sendo duas lojas próprias.

Raio-X

  • Investimento inicial (Park Fit): R$ 50 mil (inclui taxa de franquia, taxa de instalação e capital de giro)
  • Royalties: isento
  • Faturamento médio mensal: R$ 20 mil
  • Lucro médio mensal: 25%
  • Prazo de retorno: 20 meses
  • Site: https://parkidiomas.com.br

10) Ginástica do Cérebro

A rede vendeu cinco novas microfranquias (loja física) de março a outubro —um aumento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado. Também registrou um aumento de 40% no número de alunos (a maior parte formada por idosos) durante a pandemia.

Criada em Foz de Iguaçu (PR), em 2012, a Ginástica do Cérebro é uma rede de cursos de estimulação cognitiva, por meio de atividades como o soroban (instrumento lógico-matemático de origem oriental), jogos e desafios que estimulam a memória e o raciocínio lógico. Está com 20 unidades em operação. Na prática, o franqueado atua na parte administrativa e como instrutor dessas atividades, podendo ou não contratar profissionais para tal função.

Raio-X

  • Investimento inicial: de R$ 59 mil a R$ 69 mil (de acordo com o tamanho da cidade). Inclui taxa de franquia, taxa de instalação e capital de giro.
  • Royalties: 8% sobre o faturamento por mês
  • Faturamento médio mensal: R$ 15 mil
  • Lucro médio mensal: de 25% a 40%
  • Prazo de retorno: de 18 a 24 meses
  • Site: www.ginasticadocerebro.com.br

11) Pormade Portas

A Pormade Portas já tinha a microfranquia como modelo de negócio. Mas, entre março e outubro, registrou um aumento de 144% nas vendas de lojas, em relação ao mesmo período de 2019. Foram comercializadas 13 novas microfranquias, já em operação.

Fundada em 1939, a fabricante de portas e acessórios com sede em União da Vitória (PR) entrou para o franchising em 2018. São 33 lojas, sendo 22 franquias. Na prática, o franqueado tem na loja um mostruário com os produtos, mas faz as vendas por meio da plataforma do e-commerce da empresa. Não há estoque.

Raio-X

  • Investimento inicial: R$ 60 mil (inclui taxa de franquia e kit básico de produtos para demonstração na loja física)
  • Royalties: 2% sobre o faturamento ou R$ 600 por mês
  • Faturamento médio mensal: 20% de comissão sobre as vendas
  • Lucro médio mensal: de R$ 8.000 a R$ 12 mil
  • Prazo de retorno: 12 meses
  • Site: https://www.pormadeonline.com.br

12) Sterna Café

A Sterna Café, rede de franquias de cafés especiais, lançou em maio um modelo de microfranquia para se adaptar à pandemia: o Sterna Café Dark Coffee, que é uma cozinha (a partir de 10 metros quadrados) habilitada para o preparo do menu da rede, sem relacionamento físico com a clientela. Até outubro, uma microfranquia foi vendida.

O novo modelo de negócio é focado no preparo e entrega, dispensando área para atendimento de salão. Criada em São Paulo, em 2016, a rede tem 60 unidades (modelo loja física) em operação.

Raio-X

  • Investimento inicial (microfranquia): R$ 89.750 (inclui taxa inicial de franquia, mobiliários e equipamentos e estoque inicial de insumos, entre outros).
  • Royalties: 4% sobre o faturamento por mês
  • Faturamento médio mensal: R$ 60 mil
  • Lucro médio mensal: de 10% a 20%
  • Prazo de retorno: de 18 a 36 meses
  • Site: https:www.sternacafe.com.br

Empreendedorismo