PUBLICIDADE
IPCA
1,25 Out.2021
Topo

Empreendedorismo

Vendeu picolé aos 11 anos, e hoje tem rede que deu aulas a Lemann e Eike

Luis Fernando Câmara criou a Vox2You, rede de escolas especializadas em oratória, em 2015 - Divulgação
Luis Fernando Câmara criou a Vox2You, rede de escolas especializadas em oratória, em 2015 Imagem: Divulgação

Claudia Varella

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/07/2021 04h00

Para ajudar a família que vivia apertada de grana, Luis Fernando Câmara começou a trabalhar aos 11 anos, vendendo picolé nas ruas de Cravinhos (SP). Depois trabalhou em pastelaria, foi sócio de farmácia e teve empresa de eventos corporativos. Foi quando percebeu que muitos empresários não sabiam se comunicar. Em 2015 fundou a Vox2You, rede de escolas especializadas em oratória. Faturou R$ 22 milhões em 2020.

"Na época, o que havia no mercado eram cursos de oratória curtos, que ajudavam muito as pessoas, mas não transformavam a vida delas, de fato. Então, a Vox2You foi criada com o propósito de oferecer um curso mais completo, de um ano, no qual o aluno treina 80 técnicas e faz 140 dinâmicas em 40 aulas", disse Câmara, 31.

Foram alunos da Vox2You os empresários Jorge Paulo Lemann e Eike Batista. O bilionário Lemann, acionista da AB Inbev, cursou em 2015, e Eike e todos os diretores do Grupo EBX fizeram o curso em 2016.

Entre as técnicas que a escola ensina, estão gestos e expressões faciais, contato visual, dicção e leitura, modulação de voz, e persuasão e influência, entre outras.

O preço do curso de oratória varia de R$ 997 (plano anual com 200 exercícios gravados em uma plataforma online) a R$ 4.500 (um ano de curso com aulas presenciais e carga horária de 160 horas).

Investiu R$ 30 mil para abrir a Vox2You

Filho de pai metalúrgico e mãe dona de casa, Câmara ganhava R$ 0,20 pela unidade de picolé que vendia, aos 11 anos em Cravinhos. Aos 14 anos, começou a trabalhar numa pastelaria.

"Comecei a empreender formalmente com farmácias, aos 17 anos. Eu e meu irmão mais velho, que é farmacêutico, montamos uma farmácia na cidade. Dois anos depois montamos a segunda unidade", disse.

Insatisfeito com o negócio, Câmara decidiu mudar de ramo e abriu em 2013 a Inova Company, em Ribeirão Preto (SP), focada em eventos empresariais e treinamentos corporativos.

"Ao perceber que muitos empresários tinham dificuldade de falar em público, tive outra ideia: abrir uma escola de oratória", afirmou ele, que transformou a Inova Company em Vox2You, em 2015. A primeira escola foi aberta em Cravinhos. O investimento inicial foi de R$ 30 mil.

Brasileiro não tem cultura de fazer curso de oratória

Segundo Câmara, a Vox2You passou por muitos desafios, como criar times comerciais em cada unidade e disseminar a oratória para todos.

Curso de oratória não faz parte da cultura do brasileiro. Nos três primeiros anos, faturamos R$ 7 milhões, mas reinvestimos praticamente tudo para melhorar os métodos de ensino.
Luis Fernando Câmara, dono da Vox2You

A empresa aderiu ao franchising em 2017. Com sede em Ribeirão Preto, a rede tem hoje 89 unidades, sendo 88 franquias. Uma franquia tem investimento inicial de R$ 200 mil.

No ano passado, a Vox2You faturou R$ 22 milhões e lucrou R$ 4 milhões. A franqueadora tem 400 funcionários. A meta este ano é chegar a 150 escolas em operação.

Falta da "cultura de oratória" é ponto de atenção

Fabiana David, analista de negócios do Sebrae-SP, diz que a "grande sacada" de Câmara foi identificar um nicho de mercado e "correr atrás" para oferecer um serviço útil para quem precisa daquela solução, no caso aprender a falar bem em público.

"Ele teve o 'timing' certo para abrir o negócio. Teve iniciativa e autoconfiança para fazer a empresa andar", disse.

A falta da "cultura de oratória" no país é, segundo a analista, um ponto de atenção no negócio. "Uma cultura não se muda do dia para a noite. Por isso, a importância de buscar sempre outros públicos, novas técnicas e diferentes formatos de acesso ao conteúdo do curso, para torná-lo mais acessível", declarou.

Onde encontrar:

Vox2You: https://vox2you.com.br

PUBLICIDADE

Empreendedorismo