Bolsas

Câmbio

No Dia Mundial da Poupança, aprenda 21 modos de guardar dinheiro

Sophia Camargo

Do UOL, em São Paulo

  • Shutterstock

Hoje é o Dia Mundial da Poupança. Para comemorar a data, nada melhor do que aprender a economizar um pouco todos os dias.

O problema é que os brasileiros compram primeiro para depois tentar pagar, diz Reinaldo Domingos, presidente da DSOP Educação Financeira. Outra dificuldade é poupar sem nenhum objetivo definido. 

Marcos Silvestre, especialista em planejamento financeiro, dá uma sugestão: pegue o valor do sonho (uma casa, um carro, uma viagem) e divida pelo número de meses que falta para realizar esse sonho. Guarde esse valor todo mês.

Veja, a seguir, sugestões dos especialistas para poupar todos os dias.

21 dicas para poupar
  • Divulgação
    1
    Tenha objetivos
    Isso dá foco e disciplina. O ideal é definir três sonhos com prazos diferentes de cada vez: um de curto prazo (até um ano), um de médio prazo (de um a dez anos) e um de longo prazo (acima de dez anos). O sonho pode ser o de liquidar as dívidas, comprar um carro novo, a casa própria ou atingir a independência financeira Foto: Divulgação
  • Thinkstock
    2
    Calcule quanto precisa poupar
    Divida o valor do sonho pelo número de meses que irá demorar para conquistá-lo. Assim, se um objetivo custa R$ 12 mil em 24 meses, poupe R$ 500 durante esse período para atingi-lo, lembrando de guardar o valor numa aplicação que proteja da inflação e pague juros Foto: Thinkstock
  • Marcelo Justo/Folhapress
    3
    Poupe primeiro
    O valor a ser poupado deve ser guardado assim que receber o salário ou qualquer outra receita. Nunca deixe a poupança para o fim, porque o risco de gastar tudo é grande Foto: Marcelo Justo/Folhapress
  • Thinkstock
    4
    Evite compras por impulso
    Antes de comprar pergunte sempre: estou comprando por necessidade real ou movido por outro sentimento, como carência ou baixa autoestima? Se não comprar isso hoje, o que acontecerá? Tenho dinheiro para comprar à vista? Se comprar a prazo, terei o valor das parcelas? Foto: Thinkstock
  • Shutterstock
    5
    Pesquise sempre e compre à vista
    Tudo que se compra em prestações se paga mais caro. Quem pesquisa o melhor preço paga menos e aumenta a chance de comprar à vista e obter desconto Foto: Shutterstock
  • Getty Images
    6
    Peça desconto
    Se um produto custar R$ 1.000 e puder ser parcelado em dez vezes de R$ 100, certamente poderá custar, à vista, de 10% a 20% menos. Se a loja não der desconto, procure outra Foto: Getty Images
  • Thinkstock
    7
    Guarde ao menos 10% do que ganha
    Para construir a independência financeira, deve-se guardar 10% do que ganha. Com o tempo, pode-se partir para um plano de previdência privada para complementar o INSS Foto: Thinkstock
  • Getty Images/iStockphoto
    8
    Cuidado com o cartão de crédito
    O limite do cartão de crédito deve ser de, no máximo, metade da sua renda. Evite ter mais de um cartão de crédito. Se for usar, tenha certeza de ter o dinheiro para pagar toda a fatura Foto: Getty Images/iStockphoto
  • Getty Images
    9
    A tentação do cartão de débito
    O cartão de débito é prático, mas perigoso. Cuidado para não gastar demais. Uma dica é anotar todos os gastos e deixar junto com o cartão o valor que já gastou no mês. E prefira usar dinheiro, que sempre dói mais tirar do bolso Foto: Getty Images
  • Reprodução/ Daily Mail
    10
    Olho nas despesas fixas
    Se as despesas fixas estão altas, verifique a possibilidade de combater o motivo. Cuidado ao escolher onde vai morar ou a escola onde o filho estuda, pois condomínio e mensalidade escolar, por exemplo, podem representar despesas altas por longo tempo Foto: Reprodução/ Daily Mail
  • Fernando Donasci/UOL
    11
    Use a liquidação a seu favor
    Liquidação boa de aproveitar é aquele de fim da estação: comprar roupas de inverno no verão e vice-versa. Depois do Natal, também há liquidações de estoques. Cuidado, porém, para não comprar o que não precisa Foto: Fernando Donasci/UOL
  • Divulgação
    12
    Prefira comer em casa
    Comer fora de casa representa um gasto mensal maior do que o próprio gasto com as compras de alimento para casa. Restrinja as saídas a ocasiões especiais. No dia a dia, prefira levar comida de casa Foto: Divulgação
  • Getty Images
    13
    Não jogue comida fora
    Compre o essencial para atender às necessidades da família, mas não compre comida para estocar, o que acaba resultando em desperdício. Jogar comida fora é jogar dinheiro no lixo Foto: Getty Images
  • Shutterstock
    14
    Faça uma lista para o supermercado
    A lista ajuda a economizar, pois a variedade dos supermercados só faz crescer. Aproveite para anotar os custos e comparar mês a mês. Assim, é possível saber se um produto está com preço muito elevado. Se isso ocorrer, substitua-o por outro mais em conta Foto: Shutterstock
  • Thinkstock
    15
    Telefone fixo ou celular?
    Muitas pessoas já têm optado por não manter o telefone fixo além do celular; é uma forma de reduzir despesas. Manter planos familiares também ajuda a economizar Foto: Thinkstock
  • Shutterstock
    16
    Atenção à farmácia
    Opte por comprar os medicamentos com as farmácias que entregam em casa, pois essas empresas se transformaram em minimercados e é fácil comprar o que não precisa. Prefira os remédios genéricos, que são mais em conta Foto: Shutterstock
  • Shutterstock
    17
    Reavalie a TV paga
    Assine um pacote mais básico e prefira alugar ou pagar o pay-per-view por filme. Sai mais barato Foto: Shutterstock
  • Getty Images
    18
    Para os amantes de livros
    Volte a ser cliente de uma biblioteca ou troque livros com seus amigos. Se compra livros com frequência, deixe reservada uma parcela do orçamento para isso Foto: Getty Images
  • Divulgação
    19
    Você precisa do carro?
    Carro gasta combustível e estacionamento, manutenção, seguro... Prefira o transporte público sempre que possível. Dê e peça carona. Se não tiver carro, mas possuir garagem, aproveite para ganhar uma receita extra com o aluguel Foto: Divulgação
  • Shutterstock
    20
    Cuide do corpo sem descuidar do bolso
    Existem várias maneiras de fazer exercício gastando nada ou pouco: caminhadas, corridas, ciclismo. Se for escolher uma academia, não precisa ser a mais badalada Foto: Shutterstock
  • César Brustolin - SMCS
    21
    Lazer de graça (ou baratinho)
    Há muitas opções de lazer gratuito em toda parte. Parques, concertos, teatro, bibliotecas, museus... Clientes de empresas conseguem pagar meia entrada em vários lugares ou ter bons descontos. Aproveite Foto: César Brustolin - SMCS
Fonte: Marcos Silvestre, especialista em planejamento financeiro e Reinaldo Domingos, presidente da DSOP Educação Financeira

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos