PUBLICIDADE
IPCA
1,06 Abr.2022
Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Gosta de viajar? O turismo pode ser uma boa oportunidade de investimento

Fernando de Noronha: O setor de turismo tem potencial gigante para se tornar uma grande fatia do PIB brasileiro - Getty Images
Fernando de Noronha: O setor de turismo tem potencial gigante para se tornar uma grande fatia do PIB brasileiro Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Juliana Mello

Juliana Mello

Sócia-diretora de Novos Negócios e Distribuição na Fortesec, empresa financeira especializada em investimentos imobiliários.

11/04/2022 04h00

Muita gente investe pensando em fazer uma viagem no futuro —e esse é um ótimo motivo para guardar dinheiro. Mas você já pensou que o turismo pode oferecer também boas oportunidades de investimento?

Com a retomada da mobilidade pós-vacinação contra a covid-19, esse é um setor que tende a se recuperar do tombo dos últimos anos. O turismo vê suas atividades em crescimento há nove meses, período em que acumulou ganhos de 69,6%. O dado é da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada em janeiro pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Veja abaixo outros motivos que comprovam o porquê vale investir no turismo.

Há outro fator importante que nos leva a apostar na alta do mercado doméstico de turismo. Apesar da recente valorização do real frente ao dólar, a moeda norte-americana ainda está cara para os brasileiros. A saída, muitas vezes, pode ser passar as férias por aqui —e explorar os inúmeros e maravilhosos destinos que o Brasil tem a oferecer.

A disseminação do "anywhere office" (escritório de qualquer lugar) é outro aspecto que tem beneficiado o setor. Com a flexibilidade de trabalhar de qualquer lugar, muitas pessoas têm feito pequenas viagens pelo Brasil. E os hotéis já têm se movimentado para atender a essa demanda, criando espaços dedicados ao trabalho dentro dos quartos e oferecendo atividades para as crianças enquanto os pais trabalham.

Setor que pode ser mais explorado

Com o cenário macro de pandemia e o dólar alto, as redes hoteleiras do Brasil têm registrado resultados historicamente positivos, e a tendência é de aquecimento do turismo doméstico.

Mesmo com a alta recente, o setor ainda é pouco explorado no país. Atraímos pouquíssimos turistas estrangeiros —o país todo recebe por ano menos visitantes que a cidade de Paris e Nova York, além de receber menos turistas que países como Japão, Vietnã, Singapura, Taiwan e até mesmo o Irã.

Em promoção e marketing do turismo, gastamos menos de R$ 4 milhões no ano passado e, desde 2014, o maior investimento anual foi de apenas R$ 38 milhões. Digo apenas, pois a título de comparação: só o Big Brother Brasil recebe R$ 1 bilhão em patrocínio. Ou seja: nosso investimento em turismo ainda é mínimo.

Há muito espaço para crescer. Não temos invernos rigorosos, não temos vulcões, furacões, terremotos e temos paisagens naturais belíssimas, além de uma vida cultural rica e que pode atrair os estrangeiros.

Mas, infelizmente, segundo dados do Banco Central, desde 2005 os gastos dos brasileiros fora do Brasil são muito maiores que os gastos de estrangeiros no Brasil, o que representa um déficit acumulado desde então de mais de R$ 156 bilhões.

Alto potencial

O setor de turismo tem um potencial gigante para se tornar uma grande fatia do PIB (Produto Interno Bruto) brasileiro —e isso seria extremamente benéfico para o país. Segundo o evento Rio Vamos Vencer e dados do Country Reports - WTTC (2020), a contribuição do turismo para o PIB no Brasil foi de 7,7%, enquanto a média mundial é de 10,4%. No México, por exemplo, é de 15%.

O turismo movimenta hotéis, bares e restaurantes, varejo, setor de transportes... E há um crescente avanço no olhar para o setor, com a administração pública cada vez mais preocupada em atrair dinheiro de fora —não apenas para a Bolsa de Valores, mas também via turismo.

Turismo e investimentos

Mas você pode estar se perguntando: o que isso tem a ver com os seus investimentos? Para aproveitar o potencial de crescimento do setor, empresas e empreendedores precisam de dinheiro para construir e ampliar hotéis, atrações, malha aérea. De onde vão tirar esses recursos? O mercado de capitais cresce como alternativa para esse financiamento.

Logo, quem escolher entrar nestas oportunidades agora terá a chance de embolsar bons rendimentos no longo prazo. Para pessoas físicas, há a possibilidade de acessar esse mercado via Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) de empresas hoteleiras e resorts. Há opções disponíveis nas principais corretoras.

Outra alternativa é via fundos que tenham em suas carteiras investimentos em hotéis tradicionais, multipropriedades ou até mesmo atrações turísticas.

Por que investir no turismo

Em suma, ainda existe uma imensa oportunidade não só no desenvolvimento do turismo interno, mas também em atração do turista estrangeiro. Vemos que muitas empresas já vêm trabalhando para garantir um maior número de programações em diversas cidades e também para melhorar a infraestrutura hoteleira, garantindo, além do conforto, uma melhor qualidade de entretenimento.

Como vemos que isso ainda está bem no início do que ainda podemos alcançar em termos de desenvolvimento, ao investir neste setor o investidor pode ter ganhos consideráveis, além de ajudar a escrever uma importante história que ainda está no primeiro capítulo.

O importante é saber analisar bem as oportunidades ou ter um especialista para ajudá-lo com isto e nunca esquecer da regra de diversificação dos investimentos.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.