PUBLICIDADE
IPCA
-0,68 Jul.2022
Topo

Com R$ 300 na poupança e outras aplicações, qual será sua renda em 30 anos?

Veja qual será sua renda vitalícia em três investimentos diferentes, com só R$ 300 por mês - Jub Job/iStock
Veja qual será sua renda vitalícia em três investimentos diferentes, com só R$ 300 por mês Imagem: Jub Job/iStock
só para assinantes
Sílvio Crespo

Sílvio Crespo é sócio do Grana, aplicativo que automatiza o IR de investimentos na Bolsa. Como jornalista de economia, ganhou diversos prêmios, inclusive o de melhor blog de economia do Brasil, concedido pela Case New Holland, pelo antigo blog Achados Econômicos, no UOL. Paralelamente, hoje cursa psicologia na USP.

02/08/2022 04h00

Se você investir R$ 300 por mês durante 30 anos, quanto você vai ganhar por mês só com o rendimento das suas aplicações?

Na coluna de hoje eu respondo essa pergunta considerando quatro investimentos diferentes: poupança, Tesouro Direto, CDI e fundos de investimento imobiliário (FIIs).

Você vai ver que a diferença entre as aplicações é imensa.

Todas as simulações deste texto consideram uma inflação média de 7% ao ano e já descontam o imposto de renda. Além disso, estou presumindo que você aumentará os aportes todos os anos de acordo com a inflação. Se em um ano você colocar R$ 300 na aplicação por mês, no ano seguinte serão R$ 321, por exemplo.

Veja abaixo qual seria a renda vitalícia que você teria direito, ou seja, quanto você pode tirar da aplicação sem diminuir o valor real do investimento.

Poupança: R$ 127 por mês

Sim, no ritmo em que está a poupança, quem nela aplicar R$ 300 por mês durante 30 anos terá, ao final do período, uma renda vitalícia equivalente a apenas R$ 127, mais a correção da inflação.

Em geral, as pessoas pensam que esse cálculo está errado. Não está. O erro está nas simulações que não descontam a inflação.

A rentabilidade da poupança, hoje, está em 0,66% ao mês. Porém, a inflação projetada para os próximos 12 meses está em cerca de 7%, o que dá 0,5% ao mês. Sendo assim, a rentabilidade real da poupança é inferior a 0,1% ao mês.

Com essa taxa real, um investimento de R$ 300 mensais produziria, ao final de 30 anos, um patrimônio de R$ 129 mil, que, por sua vez, renderia R$ 127 ao mês de forma vitalícia.

CDB a 100% do CDI: R$ 622 por mês

Se você escolher um CDB com rendimento de 100% do CDI, os investimentos mensais de R$ 300 por 30 anos gerariam um patrimônio de R$ 199 mil e, consequentemente, uma renda vitalícia de R$ 622 por mês.

Descontando o imposto de renda e a inflação, a rentabilidade do CDI hoje está em 0,31% ao mês.

Tesouro Direto: R$ 731 por mês

Investindo a mesma quantia mensal no Tesouro Direto, chegaríamos a um patrimônio de R$ 213 mil após 30 anos, o que produziria uma renda vitalícia de R$ 731 por mês.

Aqui, utilizei como referência o título Tesouro IPCA com vencimento em 2055. Sua rentabilidade hoje está em IPCA mais 6,21% ao ano. Tirando a inflação e o IR, o rendimento real cai para 3,81% ao ano, ou 0,31% ao mês.

Fundos imobiliários: R$ 5.863 por mês

Pois é. Quem acompanha a minha coluna sabe como eu gosto dos fundos imobiliários. Com aportes mensais de R$ 300 ao longo de 30 anos, o seu patrimônio chegaria a R$ 695 mil, mais a correção da inflação.

Esse valor daria um rendimento vitalício de R$ 5.863 por mês, considerando a rentabilidade mediana dos 70 FIIs mais negociados do país. Veja aqui mais sobre como ganhar renda extra para sempre com fundos imobiliários.

Atenção às mudanças de cenário

Todas as simulações consideram o cenário atual de juros e inflação. Porém, esses indicadores mudam constantemente. Daqui a um ano, é possível que o cenário esteja muito diferente.

Os dados servem, no entanto, para você saber para onde cada aplicação está apontando no momento. É importante rever sua estratégia de investimento para aposentadoria ao menos uma vez por ano.

Eu, particularmente, revejo a cada mês que faço um aporte. No mínimo, verifico se não ocorreu nenhum imprevisto com os FIIs que eu escolhi.

Outra observação importante é que os FIIs têm um risco bem maior do que as outras opções citadas. Recentemente eu expliquei com detalhes, no final de uma coluna, quais são os riscos dos fundos imobiliários.

Alguma dúvida?

Ficou alguma dúvida sobre este texto ou sobre investimentos em geral? Envie-me por meio do meu perfil no Instagram. Sua questão pode ser respondida em breve nesta coluna.

Este material é exclusivamente informativo, e não recomendação de investimento. Aplicações de risco estão sujeitas a perdas. Rentabilidade do passado não garante rentabilidade futura.