PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Ações da Vivara e da EZTEC estão na mira de investidores

Conteúdo exclusivo para assinantes

Felipe Bevilacqua

18/03/2021 08h30

No Investigando o Mercado de hoje analisarei o momento de duas empresas que apresentaram resultados na noite de quarta-feira (17), após fechamento do mercado.

A primeira é a Vivara, empresa de varejo do setor de joias que apresentou bons números, apesar do cenário difícil, com preços de metais preciosos crescentes, dólar em patamar elevado e demanda mais fraca

A segunda é a construtora EZTEC, que teve desempenho dentro do esperado, com lucro líquido levemente superior às expectativas.

Além das duas análises, como a alta da Taxa Selic foi acima da esperada, vale ficarmos atentos ao desempenho das empresas do setor financeiro. Bancos e Seguradoras devem ter desempenho positivo. E também às construtoras, que podem sofrer no curto prazo com o aumento dos juros.

O UOL Economia tem uma área exclusiva para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e lucrar mais do que com a poupança. Conheça!

Confira a seguir a análise de Felipe Bevilacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Belivacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos. Este conteúdo é exclusivo para os leitores de UOL Economia+. Conheça os recursos do serviço de orientação financeira UOL Economia+, para quem quer investir melhor.

Vivara (VIVA3) - Quarto trimestre animador

A Vivara se manteve como um dos varejistas mais resilientes do setor de moda, um dos mais afetados pela pandemia. No quarto trimestre de 2020, os destaques foram a melhora nas margens operacionais e o crescimento de receita.

Esperamos reação positiva no mercado com a melhoria de margens nesse trimestre. A companhia provou ser rentável mesmo em cenário de dificuldades.

O principal destaque foi o crescimento de receita líquida (13,2%), com recorde de vendas totais em um trimestre. O lucro líquido ajustado veio abaixo do resultado do mesmo período de 2019, porém há efeitos de contabilização de tributos relativos ao exercício anterior.

As vendas em lojas físicas, mesmo com restrições de circulação, apresentaram crescimento de cerca de 2,2%. As vendas digitais seguiram crescendo 3 dígitos na comparação anual, fruto da rápida adaptação da operação e realocação de investimentos para o e-commerce.

A companhia segue com plano de retomada mais forte de abertura de lojas em 2021, com projeção de abertura de 40 a 50 pontos de venda ao longo do ano.

EZTEC (EZTC3) - Quarto trimestre dentro do esperado

Os resultados da construtora EZTEC (EZTC3) vieram em linha com as expectativas, com lucro líquido levemente superior ao esperado.

A companhia apresentou contração de 15% de sua receita líquida na comparação anual, registrando R$ 262,2 milhões no quarto trimestre. Essa queda refletiu principalmente a desaceleração dos lançamentos.

Outro fator que contribuiu para a queda da receita foi a contração das vendas contratadas, que apresentaram recuo de 48% na comparação anual. O lucro bruto reportado registrou R$ 104,8 milhões no trimestre, com queda de 15% na comparação ano contra ano. A margem bruta apresentou avanço de 0,2 pontos, apenas, encerrando o período com 40,0%.

Mesmo em um cenário complicado, o lucro líquido veio acima do esperado e alcançou R$ 139,6 milhões no último trimestre de 2020, alta de 30% em relação ao mesmo período em 2019, graças aos fortes resultados financeiros.

Por fim, a companhia anunciou potencial distribuição de dividendos de R$ 96 milhões, um rendimento em dividendos de 1,3%. Dessa forma, esperamos impacto de neutro a levemente positivo no preço das ações (EZTC3) para o curto prazo.

Este material foi elaborado exclusivamente pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua (sem qualquer participação do Grupo UOL) e tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta de valor mobiliário ou promessa de retorno financeiro e/ou isenção de risco . Os valores mobiliários discutidos neste material podem não ser adequados para todos os perfis de investidores que, antes de qualquer decisão, deverão realizar o processo de suitability para a identificação dos produtos adequados ao seu perfil de risco. Os investidores que desejem adquirir ou negociar os valores mobiliários cobertos por este material devem obter informações pertinentes para formar a sua própria decisão de investimento. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço pode aumentar ou diminuir, podendo resultar em significativas perdas patrimoniais. Os desempenhos anteriores não são indicativos de resultados futuros.

PUBLICIDADE

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL